skip to Main Content
Conteúdo gratuito para pacientes de câncer e doenças do sangue, e seus familiares!

Ansiedade e câncer: como lidar com a espera antes do início do tratamento?

Ansiedade E Câncer: Como Lidar Com A Espera Antes Do Início Do Tratamento?

Esse sentimento pode surgir por alguns motivos e é importante tratá-lo para evitar que o quadro clínico do paciente com câncer seja afetado

Por Natália Mancini

É comum que ansiedade e câncer andem juntos em diversos momentos do tratamento oncológico. Entretanto, o primeiro encontro desses dois fatores pode acontecer antes mesmo do início da intervenção terapêutica, enquanto o paciente ainda está na espera para começar os procedimentos. Mesmo sendo uma preocupação válida, é preciso tomar cuidado para não deixar que ela comprometa a saúde mental e física.

Para evitar longas esperas, que são prejudiciais tanto para o combate do câncer, quanto para o emocional do paciente, foi criada a Lei dos 60 dias. Por meio dela, estabeleceu-se um prazo máximo de 60 dias para o início do tratamento oncológico após o diagnóstico. Ela está em vigor, ou seja, deve ser cumprida, desde 2012. 

Apesar disso, um estudo realizado pelo Observatório de Oncologia mostrou que 27% dos pacientes de linfoma que se trataram entre 2008 e 2017 levaram mais que o prazo máximo para iniciar a terapia.

O paciente, ao receber o diagnóstico de câncer, pode estar assustado e se sentir frágil diante da doença. Então, o tratamento é visto como uma esperança. Por isso, há grandes expectativas de ser atendido de forma ágil e eficaz.

“Na medida que isso não acontece, a tensão e ansiedade aumentam e, sem dúvida nenhuma, por ele ter uma imunidade baixa e estar fragilizado, isso pode piorar o estado físico e clínico dele. A consequência da espera é psicossomática. A tensão que ele acumula vai ser eliminada artificialmente em cima do próprio organismo. Assim, somatizando ao sintomas físicos que ele já possui”, conta o Dr. Leonard Verea, especialista em Psiquiatria e Medicina Psicossomática e Hipnose Clínica da Rede D’Or São Luiz.

Relação entre ansiedade e câncer

ansiedade, crise de ansiedade, sintomas de ansiedade, ansiedade sintomas, crise de, ansiedade sintomas, como tratar a ansiedade, ataque de ansiedade, crise de ansiedade o que fazer, falta de ar ansiedade, inquietação, ansiedade como tratar, causas da ansiedade, o que é bom para ansiedade	, transtorno de ansiedade sintomas, quais os sintomas da ansiedade, quais os sintomas de ansiedade, dor na mandibula ansiedade, como é uma crise de ansiedade, o que fazer para diminuir a ansiedade, crise de ansiedade o que fazer para ajudar, pessoa com ansiedade, ansiedade e cancer de mama, ansiedade causa cancer ansiedade e cancer, ansiedade pode causar cancer, ansiedade efeitos no corpo, como se sente uma pessoa com câncer, como trabalhar a ansiedade em pessoas com cancer, ansiedade e depressao em paciente com cancer, ansiedade em pacientes com cancer, sentimento de ansiedade em pacientes com cancer, ansiedade e cancer oncologia prevenção, transtorno de ansiedade e cancer, ansiedade e cancer oncologia, câncer e sentimentos, câncer doença da alma, psicoterapia em pacientes com câncer, lei dos 60 dias, lei dos 60 dias cancer, lei dos 60 dias oncologia, lei dos 60 dias para tratamento do cancer, lei dos 60 dias sus, ansiedade em pacientes oncologicos, ansiedade é, efeitos colaterais, câncer pode, ansiedade antes, fatores podendo, sintomas físicos, é fundamental, tipo de câncer, pode ajudá, tratamento do câncer, estresse pós traumático, ansiedade generalizada, ansiedade pode, transtorno de ansiedade, diagnóstico de câncerEsse sentimento é desenvolvido em situações nas quais  a insegurança está presente, gerando medo. Essas duas emoções são resultado, principalmente, da falta de conhecimento e controle sobre uma situação. 

Por isso, a ansiedade em pacientes com câncer acontece. O diagnóstico e o câncer em si são acontecimentos que já fogem do domínio da pessoa. Entretanto, quando é preciso esperar para dar início ao tratamento, o paciente perde um pouco mais do comando dos eventos.

“Nós não temos medo do que controlamos e conhecemos. Mas nós temos medo de tudo o que não conhecemos”, o Dr. Verea explica.

Como trabalhar a ansiedade em pessoas com câncer?

ansiedade, crise de ansiedade, sintomas de ansiedade, ansiedade sintomas, crise de, ansiedade sintomas, como tratar a ansiedade, ataque de ansiedade, crise de ansiedade o que fazer, falta de ar ansiedade, inquietação, ansiedade como tratar, causas da ansiedade, o que é bom para ansiedade	, transtorno de ansiedade sintomas, quais os sintomas da ansiedade, quais os sintomas de ansiedade, dor na mandibula ansiedade, como é uma crise de ansiedade, o que fazer para diminuir a ansiedade, crise de ansiedade o que fazer para ajudar, pessoa com ansiedade, ansiedade e cancer de mama, ansiedade causa cancer ansiedade e cancer, ansiedade pode causar cancer, ansiedade efeitos no corpo, como se sente uma pessoa com câncer, como trabalhar a ansiedade em pessoas com cancer, ansiedade e depressao em paciente com cancer, ansiedade em pacientes com cancer, sentimento de ansiedade em pacientes com cancer, ansiedade e cancer oncologia prevenção, transtorno de ansiedade e cancer, ansiedade e cancer oncologia, câncer e sentimentos, câncer doença da alma, psicoterapia em pacientes com câncer, lei dos 60 dias, lei dos 60 dias cancer, lei dos 60 dias oncologia, lei dos 60 dias para tratamento do cancer, lei dos 60 dias sus, ansiedade em pacientes oncologicos, ansiedade é, efeitos colaterais, câncer pode, ansiedade antes, fatores podendo, sintomas físicos, é fundamental, tipo de câncer, pode ajudá, tratamento do câncer, estresse pós traumático, ansiedade generalizada, ansiedade pode, transtorno de ansiedade, diagnóstico de câncerPrimeiramente, é preciso entender quais são as necessidades emocionais daquele paciente. Ou seja, compreender os motivos mais internos que causaram a ansiedade. A demora no início do tratamento gera uma preocupação justificável, porém, às vezes, há alguma outra razão subconsciente. Por exemplo, a pessoa já ter uma bagagem emocional em relação ao câncer devido a algum parente ou amigo que enfrentou a doença. 

Por isso, é importante que seja disponibilizado, por meio da equipe multidisciplinar, o acompanhamento psicológico desde o momento do diagnóstico.

De acordo com o psiquiatra, cabe ao médico o dever de informar o paciente sobre o período de retorno das consultas e previsão de início do tratamento. Assim o paciente e a família conseguem se tranquilizar, amenizando a ansiedade.

Outra forma de não deixar a ansiedade ganhar grandes proporções é direcionar as energias para atividades positivas. Isto é, atividades que tenham efeito tranquilizante e deixem a pessoa bem e feliz. Como yoga ou algum outro tipo de esporte, desde que autorizado pelo oncologista, pintura etc.

Caso o paciente sinta necessidade de buscar informações na internet, o Dr. Verea aconselha que elas também sejam focadas em coisas positivas. Uma opção seria procurar histórias de superação.

Entretanto, independente dos métodos que essa pessoa escolha realizar, é essencial fazer um acompanhamento com um profissional da Psicologia. Isso acontece porque esse trabalho incentiva o paciente a olhar para todos esses medos e inseguranças e aprender a lidar com o que está acontecendo. Além disso, quando o tratamento iniciar, também pode trazer muitos benefícios, auxiliando no processo de recuperação.

 

Caso esteja com dificuldades para iniciar seu tratamento, entre em contato com o Apoio Psicológico e com o Apoio Jurídico da Abrale.

 

Sentir medo de ter câncer é coisa do passado

A cura do câncer já existe?

0 0 vote
Avalie esse artigo
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sônia Aparecida da Silva
1 mês atrás

Tenho leucemia mielóide crônica. Tenho muita ansiedade as vezes com medo de sair de casa.

Roseli Gil Braz da Silva
1 mês atrás

Medo ,medo medo e obque estou sentindo desde 07/2020 quando descobri CA mama

Back To Top
4
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x