skip to Main Content

Panorama do câncer no futuro

Câncer, Câncer No Futuro, Cura Do Câncer, Cura Do Câncer No Futuro, Abrale
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Está previsto um aumento para a quantidade de casos de câncer nos próximos anos. Apesar disso, os avanços da tecnologia na área oncológica prometem trazer bons resultados para os pacientes


Escrito por:

Natália Mancini

Em 2018, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), houve um aumento de 62% de novos casos de câncer em todo o mundo. Já no Brasil, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima 600 mil novos casos para cada ano do biênio 2018-2019. Acredita-se que, no futuro, o câncer terá um aumento de 78%. Isso quer dizer que até 2040, serão 998 mil novos casos. Preocupante, certo?

Nos homens, os principais tipos serão o câncer de próstata, colorretal e pulmão. E, nas mulheres, mama, colorretal e de tireóide.

De acordo com o Dr. Fernando Maluf, médico oncologista no hospital BP – Beneficiência Portuguesa e no Hospital Israelita Albert Einstein, esse aumento pode ser explicado, em parte, pelo envelhecimento populacional. “E, claro, além de hábitos de vida poucos saudáveis da população, como tabagismo, excesso de álcool, sedentarismo, e alimentação inadequada”, diz.

câncer, câncer no futuro, cura do câncer, cura do câncer no futuro, abrale

Diagnóstico do câncer no futuro.

Mesmo no futuro, dentro de 10/20 anos, o diagnóstico precoce continuará a ser peça fundamental para o tratamento oncológico. E o mapeamento genético tem se mostrado muito útil para essa questão

Como o próprio nome diz, esta técnica mapeia um cromossomo e mostra em qual posição cada gene – saudável ou com alguma mutação – se encontra. Possibilitando, assim, identificar evidências de alterações genéticas que possam levar a alguma doença e favorecendo diagnósticos muito precoces.

Como se sabe, o câncer é causado devido às várias alterações genéticas que levam à reprodução de células anormais. Algumas dessas alterações acontecem por conta de fatores hereditários, enquanto outras, em razão de contato com fatores de risco. Como obesidade, consumo de álcool, cigarro etc.

A avaliação genética de pacientes que possuam histórico ou tenham contato com os fatores tem sido muito benéfica. Com isso, é possível indicar para algumas pessoas um acompanhamento intensivo e adiantado. Desse modo, realizar o diagnóstico precoce torna-se mais provável e facilita que a cura seja alcançada.

“Com o advento de novas tecnologias e a incorporação do risco hereditário no mapeamento, a tendência é de haver maior personalização da medicina. Além da indicação da realização de exames de rastreamento se tornarem diferentes para cada indivíduo”, explica o Dr. Maluf.

Em breve, a realização da colonoscopia será indicada para pessoas mais jovens com o intuito de identificar precocemente o câncer colorretal. Isso porque esse tipo de tumor tem sido diagnosticado cada vez mais em pessoas novas. Da mesma forma que está entre os tipos de câncer que terão maior aumento do número de casos.

“Com o surgimento de técnicas mais sensíveis para rastreamento, poderemos também mudar a periodicidade da realização de alguns exames. Porém, ainda não temos dados concretos para mudanças significativas de conduta a curto prazo”, conta o oncologista.

Cura do câncer no futurocâncer, câncer no futuro, cura do câncer, cura do câncer no futuro, abrale

O Dr. Maluf conta que com a chegada das imunoterapias apareceram novos horizontes para o tratamento do câncer, principalmente aqueles em estágio avançado. Os primeiros estudos mostram que pacientes com câncer metastático, quando tratados com imunoterapia, apresentam resposta completa da doença. Entretanto, ainda é preciso realizar acompanhamento para avaliar a duração da resposta e eventual cura.

Outro avanço que tem mostrado bons resultados são as terapias-alvo. A partir da tecnologia da recombinação genética, esses medicamentos identificam e atacam características específicas das células cancerígenas. Dessa forma, o crescimento e disseminação das células doentes é bloqueado. “Talvez este conhecimento possa ser utilizado também na prevenção do câncer, caso identificada alguma alteração genética de alto risco”, pondera o especialista.

Ele explica que a maior dificuldade em achar a cura para o câncer é que ele não é uma patologia única. Ou seja, cada câncer é considerado diferente do outro, se comporta de maneira diferente e possui alterações genéticas únicas. Sendo assim, é preciso ter uma abordagem individual para cada tipo da doença, e assim chegar à cura.

“Com a conscientização da população desde a infância, adoção de hábitos de vida saudáveis, alimentação adequada e realização de atividade física, pode haver redução significativa da incidência de câncer. Além também de interromper tabagismo e uso abusivo de bebidas alcoólicas.”, finaliza o Dr. Maluf.

CART – Cell para leucemias e linfomas. O futuro já chegou

Tratamento do futuro, seu objetivo é habilitar as células de defesa do organismo, os linfócitos T, a reconhecer e atacar o tumor. Indicado para linfomas e leucemia linfoide aguda (LLA), pretende ser o tratamento mais efetivo dos últimos tempos.

 

O que é CART- Cell?

O que são as famosas células-tronco?

Fato ou fake: quais alimentos causam câncer?

Fazer exames com frequência previne ou não o câncer? Eis a questão.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Escrito por:

Natália Mancini

Back To Top