skip to Main Content

Quanto tempo vive uma pessoa com tricoleucemia?

Quanto Tempo Vive Uma Pessoa Com Tricoleucemia
Compartilhe

Última atualização em 12 de janeiro de 2023

Ter uma doença incurável pode assustar, mas quem tem esse tipo de leucemia pode viver bastante e bem

Escrito por:

Natália Mancini

A tricoleucemia é um câncer do sangue que não tem cura, mas, hoje em dia, é possível controlá-la com medicamentos. Então, não é possível dizer quanto tempo vive uma pessoa com tricoleucemia exatamente, porque, a maior parte dos pacientes tem uma expectativa de vida muito parecida com a população que não possui a doença. Entretanto, há algumas questões que podem favorecer o aparecimento de complicações.

Primeiramente, é preciso separar os pacientes de tricoleucemia em dois grupos: aqueles que não receberam acompanhamento médico e/ou tratamento adequado no momento necessário e aqueles que receberam.

“A sobrevida média dos casos sem tratamento é de quatro anos”, pontua o Dr. Renato Sampaio, MD, PhD,  especialista em Hemoterapia e Terapia Celular, professor adjunto de Hematologia da Faculdade de Medicina da UFG e coordenador do Serviço de Hematologia do Hospital das Clínicas da UFG.

Porém, para aqueles que recebem o tratamento de tricoleucemia corretamente, o Dr. Sampaio conta que as terapias disponíveis atualmente conseguem prolongar a sobrevida deles a ponto de aproximá-la da sobrevida da população que não possui esse tipo de leucemia.

É importante ressaltar que nem todos os indivíduos que são diagnosticados com essa doença precisam começar o tratamento medicamentoso imediatamente. Caso o paciente não apresente nenhum sintoma, ele pode ser apenas observado por meio de consultas e exames frequentes, o chamado tratamento watch and wait.

Outra questão relevante é que a qualidade de vida de quem tem tricoleucemia, em geral, não é diminuída por conta das medicações.

“O tratamento, quando indicado, permite remissões prolongadas, com ótima qualidade de vida e quase sem sintomas”, o hematologista diz.

Fatores que influenciam no tempo de vida de uma pessoa com tricoleucemia

A idade, o desenvolvimento de citopenias (diminuição das células sanguíneas), infecções e as comorbidades podem reduzir a expectativa de vida.

O Dr. Sampaio conta que, em relação à idade, ela acaba sendo um “fator de risco para mortalidade, porque pacientes idosos têm uma sobrevida menor que os mais jovens.”

Pessoa Com Comorbidades Sentada No Consultório Médico

Mas, mesmo sendo uma sobrevida menor, ela é próxima da expectativa de vida da população idosa em geral. 

De acordo com o especialista, a presença de outras comorbidades também podem diminuir o tempo que uma pessoa com tricoleucemia vive, pois oferecem maior risco de vida relacionado ao tratamento.

Porém, a principal causa de mortalidade na tricoleucemia é o aparecimento de infecções, tanto por conta da doença, quanto devido aos tratamentos. Isso acontece porque as leucemias, em geral, tendem a causar citopenia e as terapias também podem fazer com que o paciente fique com o sistema imunológico fragilizado. 

Assim, quando essa pessoa entra em contato com uma infecção, pode pegá-la com maior facilidade, além de desenvolver quadros mais graves, que podem até levar à morte.

O Dr. Renato Sampaio reforça que “a maioria dos pacientes obtém resposta satisfatória e têm sobrevida próxima à esperada. Apenas uma minoria apresenta doença pouco responsiva ou resistente, e, para esses casos, novos tratamentos vêm sendo desenvolvidos para tratá-los.


Compartilhe
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Escrito por:

Natália Mancini

Back To Top