skip to Main Content

Existem semelhanças entre o linfoma na mama e o câncer de mama?

Linfonodos Na Mama, O Que São Linfonodos Axilares, Linfonodos Nas Axilas é Perigoso, Retirada De Linfonodos Axilares Consequencias, Quantos Linfonodos Temos Na Axila, Cancer Na Axila, Metástase Linfonodal, Linfonodos Axilares é Cancer, Mama Axilar, Linfonodo Sentinela Mama, Linfonodo Axilar, Linfonodos Axilares, Linfonodos Na Axila, Tumor Na Axila, Consequencias Esvaziamento Axilar, Linfonodos Nas Axilas , Linfonodo Na Axila, Cancer Nas Axilas, O Que Significa Linfonodos Axilares, Linfonodo Mama, Linfonodos Mama, Linfonodo Axilar Direito, Tumor Nas Axilas, Linfonodos Axilar, Cancer Linfonodos, Quando Um Linfonodo E Câncer?, Linfonodo Na Mama, O Que é Linfonodos Na Mama, Linfonodos Na Mama Vira Cancer, Linfonodo Na Mama é Cancer, O Que Significa Linfonodos Na Mama, O Que Linfonodos Na Mama, O Que é Um Linfonodo Na Mama, Linfonodos Habituais Na Mama, Linfonodos Na Mama é Perigoso, O Que Quer Dizer Linfonodos Na Mama, Linfonodo Na Mama Direita, Linfonodo Na Mama Esquerda, Linfonodo Na Mama é Normal, Linfonodos Aumentados Na Mama Linfonodos Benignos Na Mama, Câncer De Mama, Diagnóstico De Cancer De Mama, Sintomas De Câncer De Mama, Câncer De Mama Sintomas, Sintomas Câncer De Mama, Tipos De Câncer De Mama, Quais São Os Sintomas Do Câncer De Mama, Tratamentos Para Câncer De Mama, Qual O, Sintoma De Câncer De Mama, Homem Também Tem Câncer De Mama, Qual Os Sintomas De Câncer De Mama, Quem Amamenta Pode Ter Câncer De Mama, Exame De Mamografia, Mamografia, Mastectomia, Mastectomia Radical, Mastectomia Total, Mastectomia Bilateral, Tipos De Mastectomia, Cirurgia De Mastectomia, Mastectomia Parcial, Linfoma Na Mama, , Linfoma Benigno Na Mama, Linfoma Na Mama Sintomas, Linfoma Na Mama é Cancer, Linfoma Na Mama Esquerda, Nodulo Linfoma Na Mama, O Que São Linfomas Na Mama, O Que é Linfoma Na Mama, O Que é Um Linfoma Na Mama, Cirugia De Linfoma Na Mama, Como Tratar Um Linfoma Na Mama, Existe Linfoma Na Mama, Linfoma Com Metastase Na Mama, Linfoma Protese Mama, Linfoma Anaplasico De Celulas Grandes Protesis Mama Pdf, Linfoma Anaplasico De Celulas Grandes Protese Mama, Linfoma Anaplasico De Celulas Grandes Protese Mama Sintomas, Linfoma E Protese De Mama, Linfoma Anaplasico Protese Mama, Linfoma Protese De Mama Sintomas, Protese De Mama E Linfoma, Protese Mamaria E Linfoma, Sintomas De Linfoma Anaplasico De Celulas Grandes, Linfoma Associado A Protese De Silicone, Linfoma E Protese De Silicone, Linfoma Protese Silicone, Linfoma Relacionado A Protese De Silicone, Metastase De Linfoma, Sintomas De Linfoma
Compartilhe

As duas doenças possuem origens e incidências diferentes, mas podem atingir o mesmo grupo de linfonodos na região da mama

Escrito por:

Natália Mancini

Apesar de haver a possibilidade dos linfonodos na mama serem atingidos tanto no câncer de mama, quanto no linfoma, essas duas doenças apresentam sintomas, diagnóstico e tratamentos bem diferenciados. Por outro lado, as duas compartilham a importância de serem identificadas nos estágios iniciais para terem maior chance de cura.

Os linfonodos, ou gânglios linfáticos, fazem parte do sistema linfático, que auxilia na defesa do organismo e produz e transporta os glóbulos brancos. Eles são pequenos órgãos que ficam em vários locais estratégicos do corpo humano. Assim eles podem filtrar a linfa daquela região do organismo. Por exemplo, os linfonodos localizados nas axilas são responsáveis por drenar a área da mama e dos braços. Isso acontece por meio de uma série de vasos linfáticos que ligam um grupo de gânglios com a área que deve ser filtrada.

 A linfa, por sua vez, é um líquido transparente que circula pelo corpo por meio dos vasos linfáticos e ajuda na remoção de impurezas. Além disso, também auxilia o sangue no transporte de substâncias, fazendo a comunicação entre ele e as células.

O que quer dizer linfonodos na mama?

Ter um linfonodo na mama é normal, pois, como vimos, ele faz parte dos métodos de defesa do organismo. Entretanto, o sistema linfático também pode estar relacionado com algumas doenças, como o câncer de mama e com o linfoma

No primeiro caso, as células cancerosas utilizam os vasos linfáticos como forma de se disseminarem. Com isso, elas podem chegar até os gânglios axilares, comprometendo-os e aumentando a chance de metástase.

Por outro lado, o linfoma acontece quando uma célula saudável do sistema linfático sofre uma mutação e passa a se multiplicar descontroladamente. 

Linfonodos Aumentados Na Região Da Mama

Ou seja, essa doença acontece no próprio sistema linfático e, conforme vai se espalhando, pode comprometer os linfonodos do corpo. Inclusive, a quantidade de gânglios afetados e quais locais eles estão  (acima ou abaixo do diafragma) definem o estadiamento desse câncer.

Porém, mesmo que os dois tipos de tumores utilizem o mesmo “meio de transporte” eles têm características distintas.

Leia também:

Linfonodos na mama: origem do câncer

“O carcinoma de mama se origina das células da glândula mamária, principalmente dos ductos e dos lóbulos glandulares. Enquanto que os linfomas se originam de uma outra célula, da célula do sistema imunológico que são os linfócitos,” explica a Dra. Heloisa Veasey Rodrigues, oncologista da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

Atualmente, o câncer de mama é a segunda neoplasia mais comum em mulheres, ficando atrás apenas do tumor de pele não melanoma. Enquanto que o linfoma na mama é considerado uma condição extremamente rara.

Câncer De Mama

De acordo com a Drª. Heloisa, o linfoma primário de mama corresponde de 0,04% a 0,07% dessa doença e, na maioria das vezes, são linfomas de células B. Recentemente, foi identificada também uma possível relação entre prótese mamária e linfoma anaplásico de células grandes.

Diagnóstico de linfonodos na mama

 

Diagnóstico de câncer de mama

O médico pode suspeitar da doença de duas formas: quando a pessoa procura atendimento por estar com sintomas ou por meio do check-up. Em seguida, realiza-se uma biópsia para confirmar ou não a doença.

O Dr. Luiz Henrique Gebrim, diretor do Hospital Pérola Byington, conta que o diagnóstico pode ser feito clinicamente se a pessoa apresentar alguns dos sintomas de câncer de mama. Por exemplo, presença de um nódulo palpável, retração de pele e saída espontânea de secreção do mamilo.

“Nesses casos, é feita uma biópsia da área que está alterada e uma mamografia ou um ultrassom para orientação. É fundamental ter a biópsia complementada com os exames de mamografia ou ultrassom”, ele diz.

Diagnóstico De Linfonodos Na Mama

Se não houver sintomas aparentes e o câncer for identificado por meio de um exame de mamografia de rotina, por exemplo, também é preciso biopsiar o local para analisá-lo.

“Pode ser feita uma Core Biopsy, que retira um fragmento da área; uma biópsia à vácuo ou a mamotomia, quando a lesão é muito pequena”, o médico conta.

Diagnóstico de linfoma na mama

Para identificar esse tipo de câncer também pode ser observada a presença de nódulos na mama ou na axila e exames de imagem. 

“Mas esses achados de alteração nos exames de imagem, no caso de um linfoma, não apresentam algumas características que são bastante típicas no câncer de mama, como calcificações ou distorções arquiteturais”, a Drª. Heloisa diferencia.

Diagnóstico De Linfoma Na Mama

No caso do linfoma associado à prótese de silicone, os principais sintomas são inflamação e vermelhidão da mama. Isso acontece devido ao acúmulo de líquido em volta da prótese, como um bolsão.

Assim como no câncer de mama, só é possível ter certeza do diagnóstico por meio de biópsia e análise da lesão mamária.

Leia também:

Ter linfonodos na mama é perigoso?

 

Prognósticos para o câncer de mama

O tumor de mama, quando está nos estágios iniciais, está concentrado em um local do seio. Então, quando a célula doente sai desse lugar e atinge os gânglios axilares significa que a doença está se espalhando pelo organismo. Entretanto, essa condição não quer dizer que a doença é incurável ou que o prognóstico é, substancialmente, desfavorável.

Prognósticos Para O Câncer De Mama

“Na verdade, nós temos que encarar o linfonodo como um filtro sanguíneo de células que se desprendem da mama. Então, nem sempre o fato de um deles estar comprometido significa que a doença se espalhou. Isso é muito importante e nem sempre há a necessidade de uma cirurgia radical”, o Dr. Gebrim fala.

O mais provável, nesse caso, é administração de um tratamento sistêmico constituído por quimioterapia ou hormonioterapia. Dessa forma, é possível destruir as células doentes que podem estar pelo organismo. 

“O prognóstico muda quando três ou mais desses linfonodos estão comprometidos. Aí sim o prognóstico é mais desfavorável”, o doutor ressalta. 

Prognóstico do linfoma na mama

A Drª. Heloisa explica que não há alteração no prognóstico devido ao acometimento dos linfonodos na mama em si. O mais importante é o volume da doença em geral, ou seja, a quantidade de linfonodos atingidos. Além disso, outros fatores que são levados em consideração é a presença dos sintomas de linfoma, como febre e perda de peso, outras alterações laboratoriais e o subtipo da doença.

Estadiamento De Linfoma

Tratamento do câncer de mama x linfonodos na mama

 

Tratamento do câncer de mama 

O método mais indicado depende do estadiamento, tamanho e agressividade do tumor. As intervenções terapêuticas que são mais comumente utilizadas são a cirurgia oncológica, radioterapia, quimioterapia ou hormonioterapia. 

Nos casos considerados como locais, o tumor é retirado por meio da cirurgia e, dependendo do tamanho, é feita a mastectomia parcial ou total. Normalmente, o tratamento é complementado com radioterapia. “Sob o ponto de vista local, isso já é suficiente para erradicar a doença”, o Dr. Gebrim comenta.

Tratamento Para Câncer De Mama

Por outro lado, se as células doentes se disseminaram e/ou há uma quantidade significativa de linfonodos comprometidos, é preciso utilizar métodos sistêmicos além da cirurgia. Com isso, seria realizada a retirada dos gânglios e administrada quimio ou hormonioterapia.

“Hoje, a retirada total dos gânglios está restrita a tumores muito avançados que não responderam à quimio. Porque, geralmente, no tumores mais avançados, nós conseguimos reduzir a radicalidade da cirurgia por meio da quimioterapia. Então, não tem a necessidade de remover todos eles. Isso é um método que evoluiu bastante e diminuiu a necessidade de fazer cirurgias radicais”, o médico informa.

Tratamento para linfoma de mama

No caso dos linfomas, é extremamente rara a indicação de cirurgia. A Drª. Heloisa salienta que o tratamento para essa doença é baseado em protocolos definidos para cada subtipo do câncer de sistema linfático e que envolve, principalmente, o uso de quimioterápicos.

“O tratamento do linfoma não se assemelha em nada ao tratamento do carcinoma mamário, são doenças completamente diferentes”, ela diz. “Do ponto de vista prático, o linfoma é uma doença que acomete a mama, porém é tratado totalmente por quimioterápico. Isto é, não há necessidade de cirurgia. O que diferencia do câncer de mama”, complementa o Dr. Gebrim.

Paciente Fazendo Quimioterapia
Leia também:

Outubro Rosa

Outubro Rosa

Essa é uma campanha realizada mundialmente durante o mês de outubro que tem como objetivo principal alertar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. Além disso, a iniciativa visa também disseminar informação sobre dados preventivos e incentivar a atenção para a saúde do corpo da mulher.

  • nódulo duro no seio
  • pele avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja
  • dor
  • inversão do mamilo
  • descamação ou ulceração do mamilo
  • excreção de líquido anormal das mamas

Essa avaliação do próprio corpo deve ser feita em três etapas:

  • Na frente do espelho. Analise os seios com seus braços caídos, levantados e dobrados atrás do pescoço e com as mãos na cintura. Preste atenção ao tamanho, forma e cor, além de qualquer irregularidade.
  • Em pé durante o banho. Levante o braço esquerdo e coloque a mão atrás da cabeça. Com a mão direita, utilize os dedos para analisar o seio esquerdo fazendo movimentos circulares. Inverta o lado e realize o mesmo procedimento.
  • Deitada. Colocar o braço esquerdo na nuca e apalpar a mama esquerda com a mão direita. Em seguida, troque o braço que está na nuca e faça o mesmo processo.

A Sociedade Brasileira de Mastologia e o Ministério da Saúde alertam que esse método não substitui o exame clínico das mamas. Isso acontece porque não é possível identificar um tumor com menos de 1cm durante o autoexame. Dessa forma, há a preocupação que o câncer só seja identificado em estágios mais avançados, diminuindo a chance de cura. Então, mesmo realizando o autoexame frequentemente também é preciso procurar atendimento médico e realizar os exames de detecção. 

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama pode ser evitado por meio da diminuição da exposição aos fatores de risco conhecidos e comportamentos considerados protetores.

As medidas indicadas são: praticar atividade física, manter o peso corporal adequado, adotar uma alimentação mais saudável e evitar ou reduzir o consumo de bebidas alcóolicas. Além disso, amamentar também é considerado um fator protetor.

Para as mulheres que possuem histórico de câncer de mama na família, principalmente se a doença foi identificada em pessoas novas, recomenda-se um olhar mais atento e, possivelmente, algumas medidas profiláticas.


Compartilhe
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
21 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

Meu exame deu linfonos e brades 4A

Como vc está? O que era?estou na mesma situação terei que fazer uma biopsia

Olá estou indo no médico já faz meses por um linfonodo inflamatória na axila onde já saí secreção pela mama com cor de sangue sujo fui subemedita a passar por um cirurgião e biópsia e sinto muita dor mas com tudo isso não tenho muitos resultados e conhecimentos.entao pergunto oque pode ser de fato..
Desde já obrigado

Tenho um caroço na parte interna da mama, ele e dolorido e queima com frequência, pode ser perigoso? Tive um caso de câncer na família mas foi no estômago e infelizmente não resistiu por conta das metástases.

Me chamo Janaína, tenho 48 anos e em junho de 2020 fui diagnosticada com um linfoma não hodgkin de grandes células B de alto grau agressivo em meu seio, caso raro. Graças a Deus eu consegui descobrir logo no começo. Senti um caroço em meu seio e em menos de uma semana meu seio tinha dobrado de tamanho. Fiz eco mamária, ressonância mamária, no qual acusou a proliferação linfoide atípica com linfoma de alto grau. Fiz biopsia e já estava no BI- RADS 4B. foi tudo muito rápido! Fiz o exame PET, o FiSh, e vários outros. A minha oncologista já iniciou o tratamento, coloquei um cateter e em seguida a quimioterapia que durava 23h por uma semana, juntamente fazia uma intratável na coluna em todo ciclo da quimioterapia. Ao total foram 6 ciclos doloros com todos efeitos colaterais de um tratamento de quimioterapia. Entre idas e vindas de internação, imunidade baixa e várias transfusões de sangue. Meu tratamento com quimioterapia iniciou dia 27 de julho de 2020 e terminou dia 20 de novembro de 2020. Neste período fiz mais 2 exames de PET, no total foram 4 exames de PET. No primeiro ciclo de quimioterapia o linfoma já havia sumido pela graça de Deus. Em fevereiro de 2021 iniciaram 15 seções de radioterapia. Já se passaram 4 meses que acabaram o tratamento, sinto muitas dores nos pés e mãos a médica disse que era neuropatia. E sinto muitas dores no seio e braços talvez seja efeito da radioterapia. Tomara a Deus que eu logo fique bem por completo. Um grande abraço para quem está lendo.

Obrigada por responder já fazem 6 meses que terminaram a radioterapia, e graças a Deus me sinto melhor as dores estão passando e eu me sinto mais forte. Meu seio dói, mas a doutora diz que é efeito da radioterapia.

Olá boa tarde fiz um exame de mamografia ainda não tive a oportunidade de mostrar ao médico meu resultado deu linfonodos benigno auxiliar sinto dor no local devo me preocupar com o resultado ..
Obgd

Tenho uma linfonodomegalia axilar de 3,1×1,1cm e vou fazer uma biópsia de agulha grossa no dia 13/09 mas minha preocupação é que se pudesse ser linfoma ao menos na literatura dizem que não acusa a doença que teria que ser o linfonodo retirado totalmente para a análise da biópsia , vou aguardar os resultados espero dar tudo certo!!

Está é a imagem do Linfoma primário de mama de grandes células B automaticamente agressivo que tive em julho de 2020. Deixei meu relato no comentário anterior. Graças a Deus já fiz o quinto PET e está tudo bem.

Screenshot_20211012-010033_WhatsApp.jpg

Tenho dois burtos nas axilas são pequenos mas quando passo o dedo consigo sentilos será que é câncer?

Meu exame de mama diz, prolongamentos axilares com linfonodos de aspecto habitual. BI-RADS- US 1, diminuiu, pois já chegou a US 2. Tenho receio.

Marize, converse com o médico e tire todas as dúvidas sobre o resultado de seus exames. Se as dúvidas persistirem, marque com um hematologista!

Dor na mama, tendo linfonodos é perigoso

Escrito por:

Natália Mancini

Back To Top