skip to Main Content

O que é segunda opinião médica?

O Que é Segunda Opinião Médica?
Compartilhe

Esse direito do paciente pode auxiliá-lo a diminuir a insegurança quanto ao diagnóstico e tratamento da sua doença

Por Natália Mancini

A segunda opinião médica é a busca por um segundo profissional especialista para esclarecer dúvidas sobre diagnóstico, tratamentos e exames. Essa procura pode partir tanto do paciente, quanto do médico, sendo que ele próprio pode entrar em contato com um segundo profissional ou indicar que a pessoa faça isso. Vale lembrar que ter uma visão adicional sobre o caso é um direito dos pacientes.

 

Quando pedir uma segunda opinião médica?

Segunda Opinião Médica, Como Pedir Segunda Opiniao Medica, Segunda Opiniao Medica Ans, Segunda Opiniao Medica Cfm, Segunda Opiniao Medica Site, Segunda Opiniao Medica Lei, Segunda Opiniao Cfm, Segunda Opinião, Troca De Opiniões , Terceira Opinião, Conduta Médica, ética Da Segunda Opinião Médica, Avaliação De Médicos, Opinião Especializada, Segunda Opinião Formativa
  • Confirmar ou rever um diagnóstico
  • Existe mais de uma opção de tratamento
  • O convênio exige uma segunda opinião
  • O tratamento não está apresentando o resultado esperado

“Com o avanço da Medicina, com diagnósticos cada vez mais precisos e muitas opções terapêuticas, a segunda opinião médica vem se tornando cada vez mais comum”, conta o Dr. Otávio Baiocchi,

oncologista especialista em linfomas, professor da Escola Paulista de Medicina/UNIFESP e membro do projeto Telemedicina Abrale.

Quando o médico solicita que um outro médico conte a sua visão sobre um caso, é chamada de segunda opinião formativa ou de especialista. Isso pode acontecer em três situações: 1ª) o primeiro profissional quer confirmar que sua conduta está certa; 2ª) o primeiro médico não tem muita experiência com o tratamento daquela doença e 3ª) para diminuir a ansiedade do paciente, ouvindo a opinião de um especialista. Nesses casos, o mais comum é que um profissional generalista solicite o parecer de um médico mais especialista.

Geralmente, o paciente busca uma nova visão por motivos semelhantes, principalmente para confirmar o diagnóstico e tratamento. Entretanto, é importante ressaltar que uma segunda opinião somente deve ser procurada para confirmar ou esclarecer dúvidas. Ou seja, o paciente não deve buscar um novo médico (ou vários) esperando achar algum que diga o que ele quer ouvir. 

“É preciso ratificar a importância de uma excelente relação médico-paciente. Caso isso não exista, é melhor mudar de médico do que ficar tendo duas, três, quatro opiniões. Além do mais, é importante que o paciente saiba que a segunda opinião é, de fato, para confirmar ou dar um caminho mais claro. Mas, muitos pacientes podem ir atrás do médico para ouvir aquilo que ele quer ouvir e isso não está certo”, o Dr. Baiocchi orienta.

Ainda Segundo As Sociedades, Aqueles Indivíduos Saudáveis, Com Até 60 Anos, Que Estão Com O Nível Entre 20 E 30 Ng/mL, Não Precisam De Suplementação.

Vitamina D contra câncer: realmente funciona?

A suplementação dessa substância pode fazer parte do tratamento oncológico, mas não tem efeito de cura ou prevenção. Leia mais sobre!

Benefícios da segunda opinião médica

Segunda Opinião Médica, Como Pedir Segunda Opiniao Medica, Segunda Opiniao Medica Ans, Segunda Opiniao Medica Cfm, Segunda Opiniao Medica Site, Segunda Opiniao Medica Lei, Segunda Opiniao Cfm, Segunda Opinião, Troca De Opiniões , Terceira Opinião, Conduta Médica, ética Da Segunda Opinião Médica, Avaliação De Médicos, Opinião Especializada, Segunda Opinião Formativa

De acordo com o médico, essa opção tem ganhado muita importância por conta do avanço na Medicina. Atualmente, com diagnósticos cada vez mais precisos, há mais de 70 subtipos de linfoma não-Hodgkin (LNH), por exemplo, o que oferece mais detalhes para avaliar nos exames. Além disso, hoje em dia, existem diversas formas de tratar um mesmo câncer. Dessa forma, é possível ter maior garantia em relação ao diagnóstico dado e ao tratamento escolhido. 

“Para o paciente oncológico é muito importante, pois ele se sente mais seguro com aquela conduta confirmada pelo outro médico. Ou até mudando de opinião, mas isso dá uma segurança maior”, diz o professor.

É possível que aconteça do primeiro profissional ter uma visão e o segundo ter outra, pois, por exemplo o linfoma, pode ser tratado de diversas formas. O mesmo vale para outros tipos de cânceres e doenças. Então, caso isso aconteça, a melhor conduta é um médico entrar em contato com o outro para acontecer uma troca de opiniões.

“Tudo se acerta conversando. O principal é lembrar, como médico, que o paciente está no meio, então a gente tem que fazer de tudo para deixá-lo seguro no seu tratamento, seja ele qual for”, o Dr. Baiocchi salienta.

Alimentos Crus, Alimentação Para Quem Faz Quimioterapia, Alimentos Para Quem Faz Quimioterapia, Dieta Para Quem Faz Quimioterapia, O Que Comer Quando Esta Fazendo Quimioterapia, O Que Uma Pessoa Com Cancer Não Pode Comer, O Que Uma Pessoa Com Cancer Nao Pode Fazer, Alimentação Para Quem Faz Quimioterapia, Quem Tem Cancer Pode Comer Ovo, Cardapio Para Pacientes Com Cancer, Alimento Cru, Alimentação Crua, Por Quê Não Pode Comer Cru Na Quimioterapia, Porque Não Comer Cru Durante A Quimioterapia, Quem Faz Quimioterapia Pode Comer Carne Crua, Quimioterapia Comida Crua, Quimioterapia E Comida Crua, Quimioterapia Peixe Cru, Quimioterapia Verduras Cruas Pode, A Quimioterapia O Paciente Deve Evitar Consumir Alimentos Crus, Alimentos Crus Durante A Quimioterapia, Durante A Quimioterapia O Paciente Deve Evitar Consumir Alimentos Crus, Alimentos Crus Para Pacientes Oncologicos, Fazendo Quimioterapia, Lista De Alimentos Crus, Alimentos Crus Para Cura Do Cancer, Quais Cuidados Devemos Ter Com Os Alimentos Ingeridos Crus, Alimentos Consumidos Crus, Alimentos Crus Fazem Mal, Alimentos Crus Que Contem Muitas Vitaminas Doenças Transmitidas Por Alimentos, Dieta Neutropênica, Quais Cuidados Devemos Ter Com Os Alimentos Ingeridos Crus, Cuidado Com Alimentos Crus Na Leucemia, Frutas Verduras E Legumes, Carne Crua, Neutropenia, Quimioterapia

Por que não comer alimentos crus durante o câncer?

Eles podem aumentar as chances de infecções e até levar à morte. Porém, nem todos os alimentos crus estão proibidos. Leia mais sobre!

Como pedir segunda opinião médica

Segunda Opinião Médica, Como Pedir Segunda Opiniao Medica, Segunda Opiniao Medica Ans, Segunda Opiniao Medica Cfm, Segunda Opiniao Medica Site, Segunda Opiniao Medica Lei, Segunda Opiniao Cfm, Segunda Opinião, Troca De Opiniões , Terceira Opinião, Conduta Médica, ética Da Segunda Opinião Médica, Avaliação De Médicos, Opinião Especializada, Segunda Opinião Formativa

O ideal é que essa nova visão seja sempre especialista, isto é, focada naquela doença. Essa pessoa pode ser encontrada por meio do plano de saúde, caso a pessoa tenha, ou até mesmo solicitando para o médico principal.

“Caso tenha uma boa relação com o médico, fale para ele ‘eu quero ter uma segunda opinião, quem o senhor me indica?’. Mas se não quiser falar para o médico, é um direito. Entretanto, é preciso realmente

ir atrás de um especialista, não ficar sujeito a apenas sites de internet, figuras em marketing. É essencial analisar o currículo do médico e ter certeza de que ele é a pessoa certa para tratar a doença”, aconselha o oncologista.

Ele complementa dizendo que grande parte dos oncologistas sabem que a busca por uma segunda opinião é comum entre os pacientes. Por isso, muitas vezes eles mesmos incentivam que, caso a pessoa esteja insegura, procure uma nova visão especialista.

“É importante frisar que o próprio Código de Ética Médica veda, em seu artigo 39, que os profissionais se opunham à realização de junta médica ou segunda opinião solicitada pelo paciente ou por seu representante legal. Essa determinação é ressaltada em decisões do CFM, como parecer nº 49/2017”, o Dr. Otávio Baiocchi alerta. 

Por outro lado, é preciso ter alguns cuidados ao procurar um segundo especialista. Fique atento se o profissional não visa o interesse de, por exemplo, alguma indústria farmacêutica ou caso ele desrespeite o primeiro médico. Além disso, é necessário perceber se o novo médico não está tentando amenizar, ou não está sendo claro, quanto ao real prognóstico e chances de cura.

Dor Oncológica, Dor Oncologica, Ocorrência Da Dor Nos Pacientes Oncológicos Em Cuidado Paliativo, Tratamento Dor Oncologica, Controle Da Dor Em Pacientes Oncologicos, Manejo Da Dor Em Pacientes Oncologicos, Medicamentos Para Dor Oncologica, Adesivo Para Dor Oncologica, Controle Da Dor Oncologica, Dor Em Pacientes Oncologicos, Dor Oncologica O Que é, Dor Oncologica Tratamento, O Que é Dor Oncologica, Tipos De Dor Oncologica, Tratamento Da Dor Oncologica, A Dor Em Pacientes Oncologicos, Como é A Dor Do Câncer, Dor Do Cancer, Cancer Causa Dor, Cancer Da Dor, Remedio Para Dor Forte Cancer, Como Aliviar Dor De Tumor, Como é A Dor De Quem Tem Câncer, Escada Da Dor, Melhor Remedio Para Tirar A Dor De Cancer, Porque O Cancer Doi, Quem Tem Cancer Sente Do, Remedio Para Dor De Cancer, Tratamento Da Dor, Adesivo Para Dor Oncológica, Caracteristicas Da Dor, Opioide Medicamentos Opioides, O Que é Analgésico Opióide, Efeitos Adversos Dos Opioides, Analgésicos Opióides Exemplos

Como tratar a dor oncológica de forma adequada

O controle correto permite que o paciente tenha uma melhor qualidade de vida, adesão ao tratamento e diminui a quantidade de internações. Leia mais sobre!

Projeto Telemedicina Abrale

Segunda Opinião Médica, Como Pedir Segunda Opiniao Medica, Segunda Opiniao Medica Ans, Segunda Opiniao Medica Cfm, Segunda Opiniao Medica Site, Segunda Opiniao Medica Lei, Segunda Opiniao Cfm, Segunda Opinião, Troca De Opiniões , Terceira Opinião, Conduta Médica, ética Da Segunda Opinião Médica, Avaliação De Médicos, Opinião Especializada, Segunda Opinião Formativa

A telemedicina foi aprovada no Brasil em março de 2020 por conta da pandemia da COVID-19. Desde então, ela tem ganhado muita força, principalmente, por fazer com que os pacientes não precisem sair de casa, mas também porque os médicos podem prescrever medicamentos e atestados nas teleconsultas.

Por enquanto, as teleconsultas continuarão liberadas enquanto a pandemia continuar.

Para facilitar o acesso dos pacientes aos especialistas, a Abrale lançou o projeto Telemedicina Abrale, uma espécie de segunda opinião médica para que essas pessoas possam esclarecer suas dúvidas sobre assuntos diversos relacionados às doenças e seus tratamentos. 

São dois tipos de atendimento, ambos pré-agendados e individuais:

  1. Teleorientação – Os pacientes receberão orientações básicas quanto à doença, seus sinais e sintomas e também quanto ao uso de medicação, etapas do tratamento, exames de acompanhamento e hábitos que possam aliviar sintomas e prevenir complicações.
  2. Teleconsulta – Neste atendimento é possível a indicação e prescrição de exames que o paciente deverá solicitar ao seu médico de origem, segunda opinião médica e orientação sobre o uso de remédios coadjuvantes no tratamento, para prevenção e/ou alívio dos efeitos colaterais.

Somente pacientes com doença já diagnosticada serão atendidos. As patologias atendidas são: leucemias, linfomas, mieloma múltiplo, mielodisplasia e doenças do sangue (PTI, policetemia vera, trombocitemia essencial, HPN e anemia aplásica).

Para realizar a consulta é preciso entrar em contato com o Apoio ao Paciente Abrale pelos canais: (11) 3149-5190 – 0800 773 9973 – [email protected] ou diretamente pelo Fale Conosco, no https://www.abrale.org.br/fale-conosco/ e preencher uma ficha com as informações necessárias para o “agendamento da consulta virtual” incluindo exames que comprovem o diagnóstico.

Saiba mais sobre o Projeto Telemedicina!

5 2 votes
Avalie esse artigo

Compartilhe
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Back To Top