skip to Main Content
Conteúdo gratuito para pacientes de câncer e doenças do sangue, e seus familiares!

Superar: “Nunca te deixarei e nunca te abandonarei”

Superar: “Nunca Te Deixarei E Nunca Te Abandonarei”

Superar. Esse deve ser o foco. Se você já tratou ou ainda está tratando um câncer, superar deve ser sua meta. Não necessariamente superar a doença, mas se superar e acreditar acima de tudo!

Veja como Marcos superou:

Marcos é pai de Marcos Rogério Jr., paciente de 9 anos que enfrenta a leucemia com muita determinação e esperança

Em maio de 2016, durante a noite, meu filho Marcos Jr. começou a reclamar de uma dor forte na altura da coxa, mas não sabia dizer o porquê. Massageei toda a perna, mas somente depois de várias horas ele conseguiu pegar no sono.

Dias depois a dor voltou, mas agora nas duas pernas. Tentei massagear novamente, mas desta vez meu filho não conseguiu dormir. Levamos ao médico, mas nos disseram que era apenas uma dor muscular.

Voltamos para a casa e me lembro que em um dos cultos de nossa igreja, ele recitou o versículo “Não te deixarei e nunca te abandonarei”, Hebreus 13.5.

Alguns dias depois, novas dores a noite. Eu e minha esposa, Joseane, achamos melhor o levarmos novamente ao hospital Getúlio Vargas. A doutora que nos atendeu disse que ele tinha uma doença muscular muito comum entre os jogadores de futebol e passou uma injeção de dipirona, além de um medicamento para tomar durante a semana.

Inicialmente a dor chegou a passar, mas elas voltaram duas noites seguidas e os medicamentos já não faziam mais efeito.

O diagnóstico

No hospital, dessa vez decidiram realizar um hemograma. Quando a médica viu o resultado, disse: “Mãe, pelo amor de Deus não tira o seu filho daqui, ele ficará internado”. Ficamos em choque, pois a suspeita era de um câncer. Logo chegou o resultado oficial, e ele tinha leucemia.

Um dos médicos plantonistas comentou que era melhor transferirmos o Marcos para o Hemorio, pois ali ele estava enfrentando perigo, por estar com a imunidade baixa e em contato com crianças com pneumonia.

No Hemorio, fomos atendidos por uma equipe médica muito atenciosa. Novos exames foram realizados e foi constatada a leucemia linfoide aguda tipo B. Realmente este foi um momento muito angustiante e difícil, mas me lembrei do versículo que ele tinha recitado e falei para a minha esposa que nosso filho não iria nos deixar.

O tratamento foi iniciado e muitas mudanças em nossa rotina aconteceram. Ele fez quimioterapia e, recentemente, algumas seções de radioterapia. Atualmente ele está na etapa de manutenção, tomando quimioterápico oral. Ele está bem, voltou para a escola e ficou muito feliz por isso.

Tenho muita gratidão a Deus, por ter nos dado a benção da recuperação do meu filho, e pela família linda que construí. Também agradeço a Abrale pelo dia incrível que passamos, durante a sessão de fotos com o Danton Mello. Com certeza este dia ficará em nossas memórias.

Ainda não acabou, mas vamos juntos, crendo até o final.

 

Veja outras histórias da “Superar”. Marilene conta como foi a sua jornada aqui.

Para saber mais sobre a leucemia linfoide aguda, clique aqui.

Guia das leucemias.

0 0 vote
Avalie esse artigo
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Back To Top
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x