skip to Main Content

Qual a importância do hemograma no mieloma múltiplo?

Pessoa Realizando Hemograma Para Diagnosticar O Mieloma Multiplo
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ele, normalmente, é o primeiro exame a fornecer indícios que a pessoa está com esse tipo de câncer

Escrito por:

Natália Mancini


O exame de hemograma, no mieloma múltiplo, tem um papel essencial para levantar suspeita da doença e ajudar no diagnóstico. A principal questão que deve ser analisada é se a hemoglobina está abaixo do nível normal, causando uma anemia. Esse teste também é importante durante o acompanhamento do tratamento para verificar se o paciente está reagindo conforme o esperado.

O hemograma completo, popularmente conhecido como exame de sangue, é obtido por meio da punção de uma veia da pessoa. Depois que a coleta do sangue é feita, as células sanguíneas (glóbulos brancos, vermelhos e plaquetas), são avaliadas em um microscópio.

Como o mieloma múltiplo (MM) é um câncer que se origina na medula óssea, local no qual os elementos do sangue são produzidos, ele interfere na fabricação e funcionamento das células sanguíneas saudáveis. Por isso, os pacientes com essa doença apresentam, em sua grande maioria, anemia no momento do diagnóstico.

“Claro que existem diversas outras causas que podem justificar uma anemia, por exemplo, deficiência de ferro, de vitaminas, doenças crônicas. Mas, o mieloma é uma causa que deve ser sempre lembrada, sobretudo no paciente mais idoso”, explica a Drª. Maura Folharini, médica hematologista do Instituto Hemomed Oncologia e Hematologia.

Pessoa Jovem Com Dor Nas Costas Como Sintoma De Mieloma Multiplo

Jovens podem ter mieloma múltiplo?

Não só podem, como o tratamento, nessa faixa etária, apresenta alguns desafios específicos para a Medicina. Leia mais sobre!

MIELOMA MÚLTIPLO hemograma 

Deve-se suspeitar de MM sempre que a pessoa não estiver com o nível ideal de hemoglobina, que é de 12 a 16 g/dL, para mulheres, e 14 a 18 g/dL, para homens. Além disso, o hemograma também pode indicar a presença de hemácias em Rouleaux, uma alteração frequente nos pacientes que acontece quando essas células se empilham como moedas.

Anemia No Sangue No Hemograma De Mieloma Multiplo

A Drª. Maura informa que a suspeita da doença se intensifica quando, além dos pontos citados acima, o indivíduo apresenta sintomas de mieloma múltiplo, como dores e lesões ósseas, aumento de cálcio e alterações renais. Outro exame que também ajuda a levantar dúvidas sobre a possibilidade de ser esse câncer, é a  eletroforese de proteínas. Essa análise também é feita por meio de uma amostra de sangue, mas ela verifica a concentração de proteínas ali presente.

Ela ainda conta que essas alterações, em alguns casos, podem aparecer em um intervalo de um mês, mas em outros pode levar mais tempo. Isso acontece porque o mieloma é considerado como uma doença hematológica indolente. Ou seja, ele não, necessariamente, apresenta uma evolução super agressiva e causa uma piora clínica e laboratorial rápida. 

Para confirmar o diagnóstico de mieloma múltiplo, é preciso fazer alguns outros testes. Deve-se verificar se há um aumento da porcentagem de um tipo de célula do sangue, o plasmócito, na medula óssea. Isso é feito por meio do mielograma e da biópsia de medula óssea.

Camisa Com Botões Apertada Devido à Obesidade

Mieloma múltiplo e obesidade estão interligados

Geralmente diagnosticado em idosos, este tipo de câncer tem sintomas como anemia, dores nas costas e fraturas ósseas. Leia mais sobre!

Hemograma no mieloma múltiplo

“Esse teste faz parte da lista de exames essenciais para realizar o acompanhamento do mieloma múltiplo. Essa lista é composta também por outras análises importantes para avaliar a resposta ao tratamento. Por exemplo, a eletroforese de proteínas e os níveis de cálcio”, a médica orienta. 

Avaliação Do Mieloma Multiplo Por Alterações No Hemograma

Se o tratamento for efetivo, isto é, o paciente estiver apresentando a resposta esperada, a tendência é que o nível de hemoglobina aumente ao longo do tempo.

A Drª. Maura Folharini orienta que, durante a terapia, o hemograma seja feito mensalmente e, após ela ser finalizada, a cada três meses. 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

Matéria muito esclarecedora !

Escrito por:

Natália Mancini

Back To Top