skip to Main Content

O que fazer para melhorar o enjoo da quimioterapia

Pessoa Do Sexo Masculino Com Enjoo
Compartilhe

Essa é uma das reações adversas mais comuns desse tipo de tratamento contra o câncer, mas é possível evitá-la e diminuí-la

Escrito por:

Natália Mancini

Há diversas maneiras de amenizar o enjoo da quimioterapia, desde medicamentos até alguns hábitos que o paciente pode ter no seu dia-a-dia. Além do desconforto que náuseas e vômitos podem causar, também é importante controlar esse efeito colateral, pois ele pode prejudicar a nutrição da pessoa e interferir no tratamento. 

O Dr. Virgílio Souza e Silva, oncologista clínico, com foco no tratamento de tumores gastrointestinais do A.C.Camargo Cancer Center, explica que a quimioterapia pode causar enjoo porque alguns dos medicamentos utilizados geram irritação no trato gastrointestinal ou atuam no sistema nervoso central, causando as náuseas e até mesmo os vômitos. 

“Para os pacientes, esse efeito colateral é muito complicado porque, além de ser completamente desconfortável, pode fazer com que eles não consigam se alimentar de maneira adequada durante o tratamento, também sendo prejudicial aos resultados”, Dr. Virgílio comenta. 

Ele esclarece que os vômitos persistentes podem fazer com que a pessoa fique desidratada, tenha perda de peso e apresente uma queda geral no seu estado de saúde. Para amenizar e reverter essas situações, é possível que o indivíduo precise ser internado no hospital para receber hidratação venosa e suporte clínico. 

Em alguns casos, o tratamento é suspenso até a condição de saúde da pessoa melhorar. 

Por isso, o especialista alerta que é fundamental conversar com o oncologista responsável pelo tratamento. Assim, ele irá orientar em relação à medicação e hábitos que ajudam a amenizar as náuseas e vômitos.

Quanto tempo dura o enjoo da quimioterapia

Mulher Enjoada Por Conta Da Quimioterapia

“Esses efeitos colaterais da quimioterapia são bastante comuns e podem começar logo após a administração dos medicamentos ou até mesmo alguns dias após. Já a duração do enjoo costuma variar de acordo com inúmeros fatores, por exemplo, o tipo da quimioterapia e da condição atual do paciente”, o Dr. Virgílio informa.

Leia também:

Como diminuir o enjoo da quimioterapia

De acordo com o Dr. Virgílio, atualmente, há muitos medicamentos disponíveis para ajudar a reduzir e atenuar os vômitos, os antieméticos. Mas, ele diz também ser muito importante que os médicos ofereçam algumas orientações e cuidados em relação à alimentação e hábitos do dia-a-dia.

Os principais são dar preferência a:

Pequenas Porções De Comida Saudável Calculadas é Uma Das Formas Como Diminuir O Enjoo

Refeições fracionadas

O mais indicado é comer uma menor quantidade em cada refeição, e fazer mais refeições ao longo do dia. 

Então, em vez de fazer somente o café da manhã, almoço e janta e comer bastante em cada uma delas, o recomendado é diminuir a quantidade de alimento e inserir pequenos lanches saudáveis ao longo do dia, evitando ficar mais de três horas sem comer.

Alimentos que ajudam no enjoo

O oncologista aconselha a “escolher alimentos frios e secos, pois acabam ajudando nessa questão das náuseas e vômitos.” 

Outra dica que ele dá é evitar comidas muito quentes. Inclusive, na hora de servir, é indicado tomar cuidado com o vapor do alimento, pois ele pode espalhar o cheiro da comida e causar enjoo. 

Evitar consumir temperos fortes e comidas com cheiro forte também pode ajudar.

“Devemos estimular o consumo de frutas cítricas e uso de gengibre, alguns estudos mostram que pode atenuar as náuseas”, o Dr. Virgílio conta. 

Hidratação constante

O paciente deve beber, pelo menos, dois litros de líquidos por dia. O ideal é consumir água, mas também pode ser suco natural, chá ou água de coco.


Compartilhe
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Escrito por:

Natália Mancini

Back To Top