skip to Main Content
Conteúdo gratuito para pacientes de câncer e doenças do sangue, e seus familiares!

Superar: “Minha filha conseguiu vencer a leucemia”

Superar: “Minha Filha Conseguiu Vencer A Leucemia”

Superar. Esse deve ser o foco e sua meta. Se você já tratou ou ainda está tratando um câncer. Não necessariamente superar a doença, mas se superar e acreditar acima de tudo!

Veja como Gabrielly superou:

Paulo é pai da Gabrielly Souza, 5 anos, paciente de leucemia aguda em remissão

No final de 2014, a Gaby caiu e quebrou o bracinho. Desde então ela ficou um pouco triste, muito chorona e sempre reclamando de cansaço. Levamos à pediatra diversas vezes, mas sempre falavam que ela tinha virose, que as dores nas pernas eram devido ao crescimento. Em maio de 2015, percebemos que ela começou a cair do nada e apresentar um inchaço nos olhos, mas segundo os médicos era apenas uma alergia. Mas quando apareceram alguns nódulos no pescocinho, os médicos olharam diferente e pediram exames mais profundos.

Foram várias as suspeitas e por três dias ela ficou internada no SAMEB, em Barueri e depois mais dois dias no Hospital Mourão. Lá conhecemos um anjo, a Dra. Danielly, que trabalhava no Itaci (Instituto de Tratamento do Câncer Infantil). Conseguimos uma avaliação no Instituto e novos exames foram feitos. Agora, finalmente obtivemos o diagnóstico correto: a Gaby estava com leucemia linfoide aguda.

Ficamos arrasados, sem chão, mas nunca perdemos a nossa fé em Deus. Como a leucemia já estava bem avançada, ela foi direto para a UTI, onde ficou uma semana. Quando teve alta, pegou uma bactéria na enfermaria, chamada fusariose. Foi terrível este momento, pois a Gaby voltou para a UTI e ficou por lá 50 dias. O estado dela era gravíssimo e chegou a pesar 8kg. Os médicos chegaram a dizer que não teria mais jeito, mas graças a Deus ela foi mais forte que a doença.

LEUCEMIA LINFOIDE AGUDA tratamento

Minha filha fez quimioterapia, tratou a bactéria com medicamentos fortíssimos, passou por várias internações, mas conseguiu vencer a leucemia. Hoje, já tem um ano que a Gaby está livre do tratamento e do câncer. O cabelinho dela está crescendo, ela já está indo para a escolinha e agora voltamos ao hospital a cada dois meses para as consultas de rotina. Aos poucos, nossa vida está voltando ao normal, mas sempre estamos atentos.

Eu peço muito para Deus me dar a oportunidade de ver minha filha moça, construindo sua família. Também peço para que Ele abençoe cada um que nos ajudou. Agradeço do fundo do meu coração a toda equipe do Itaci, por tudo o que fizeram por nós.

 

Veja outras histórias da “Superar”. Camilly conta como foi a sua jornada aqui

Sabia que a LLA é muito comum em crianças com Síndrome de Down? Veja aqui.

Sabia mais sobre a LLA no site da Abrale.

0 0 vote
Avalie esse artigo
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Back To Top
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x