skip to Main Content

A fritadeira airfryer pode causar câncer?

Fritadeira Airfryer é Cancerígena
Compartilhe

Assim como acontece com várias novidades, este utensílio tem gerado muitas dúvidas e compartilhamento de informações incorretas

Escrito por:

Natália Mancini


Com a criação desse modo de preparar alimentos, surgiram várias informações na internet afirmando que a airfryer pode causar câncer. Isso causou um alarde, já que ela está cada vez mais presente na casa dos brasileiros. Entretanto, não há indícios que o eletrodoméstico possa causar essa doença, mas, isso não significa que não é preciso estar atento ao tipo de comida que está sendo feita.

A airfryer surgiu como uma substituta da fritura tradicional, que necessita de grandes quantidades de óleo, justamente por não exigir que a pessoa adicione muita gordura para o preparo do alimento. E, mesmo assim, a comida fica com o aspecto crocante e seco.

Em 2021, a procura pela fritadeira elétrica no Google foi de 27 para 71, em uma escala que vai até 100. De acordo com uma pesquisa feita pela GfK, plataforma que analisa o consumo em todo o mundo, a demanda por ela, no online, aumentou mais de 100%

O próprio nome já indica a forma como o preparo ocorre. Em inglês, air significa “ar” e fryer “fritadeira”, ou seja, a comida é “frita” utilizando um ar muito quente. 

Ao ligar a fritadeira elétrica, dois processos começam a acontecer ao mesmo tempo. Enquanto uma bobina que contém pequenas hélices, posicionada na parte superior do eletrodoméstico, é ativada e começa a girar em altíssima velocidade, a temperatura começa a subir. Devido às hélices, o ar passa a também circular de maneira extremamente veloz, assim entrando em contato, igualmente, com todos os ingredientes que estão na bandeja, aquecendo-os e deixando-os semelhantes à fritura tradicional.

“Considerando que a fritura é uma técnica culinária que prepara alimentos mergulhando os ingredientes em gordura, o termo frito não é o mais adequado”, pontua Erika Simone Carvalho, especialista em Nutrição Oncológica pela SBNO. O ideal seria cozimento.

A airfryer pode causar câncer?

Segundo as informações que circulam, preparar comida na airfryer pode causar um câncer por conta de algumas substâncias que seriam liberadas durante esse processo. A principal, seria a acrilamida, seguida pelos hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (PAHs) e aminas heterocíclicas (HCAs). Entretanto, dizer que a fritadeira airfryer é cancerígena está incorreto.

Pessoa Fazendo Batata Na Airfryer

Em relação à acrilamida, as mensagens alertam que os alimentos não devem ser preparados durante muito tempo acima dos 120º, pois haveria uma maior produção dessa substância, que seria cancerígena.

A especialista em nutrição oncológica explica que a acrilamida é formada em alimentos ricos em amido quando são cozidos, torrados, grelhados ou fritos em alta temperatura, até ficarem em um tom marrom escuro. Por exemplo, batata, batata-doce, mandioca, milho, aveia, trigo e arroz.

“Estudos em animais mostraram uma ligação entre esses alimentos cozidos demais que contêm acrilamida, e o risco de câncer. Entretanto, avaliações em humanos não encontraram nenhuma evidência científica de ligação entre comer alimentos contendo acrilamida e o risco de câncer”, afirma Erika.

Ela complementa dizendo que, em relação aos PAHs e HCAs, os estudos em laboratório mostraram que elas podem causar mutações genéticas no DNA, que, por sua vez, aumentam os riscos do desenvolvimento de tumores. Essas substâncias aparecem, predominantemente, nas carnes.

“HCAs e PAHs tornam-se capazes de danificar o DNA somente após serem metabolizados por enzimas específicas no corpo (bioativação). Estudos descobriram que a atividade dessas enzimas, que se diferem entre as pessoas, pode ser relevante para os riscos de câncer associados à exposição a esses compostos”, diz.

Os HCAs acontecem, principalmente, quando a carne é feita na grelha ou frigideira em temperatura acima dos 150º. Ou seja, está mais presente em frango e bife bem passados, assados ou grelhados. Já os PAHs podem se formar em métodos que expõem a carne à fumaça, como em churrascos.

Leia também:

Airfryer é saudável?

A fritadeira elétrica permite obter alimentos secos e crocantes sem precisar mergulhá-los no óleo ou gordura. Evidências científicas demonstram que, exceder o consumo de gorduras, gera um maior risco de desenvolver doenças como câncer, obesidade e cardiovasculares. Sendo que incluir na dieta alimentos fritos, ultrapassa a recomendação diária de gordura para uma alimentação saudável.

Chef Fazendo Comida Saudável Na Airfryer

“Para termos uma alimentação saudável, devemos seguir as recomendações de nosso Guia Alimentar para População Brasileira, publicado pelo Ministério da Saúde”, Erika orienta.

O Guia indica que a dieta deve se basear em alimentos in natura, ou minimamente processados, e em receitas feitas com esses alimentos. Como a airfryer permite diminuir a quantidade de óleo/gordura consumido, consequentemente, pode significar um preparo mais saudável.

“Mas devemos ter cuidado com nossas escolhas, pois preparações culinárias à base de produtos industrializados prontos para consumo, os chamados ultraprocessados, devem ser evitadas”, alerta a nutricionista.

Isso acontece porque, os ingredientes presentes nos alimentos ultraprocessados fazem com que eles sejam ricos em gorduras, açúcares e, na maioria das vezes, sódio. Além disso, são pobres em fibras, que são essenciais para a prevenção de doenças cardiovasculares, diabetes e vários tipos de câncer.

As diretrizes nacionais e internacionais de prevenção de neoplasias malignas recomendam evitar consumir carnes processadas de forma regular. Como: salame, presunto, bacon, mortadela e salsicha. E também limitar a quantidade de carne vermelha a 240-510 g, por semana.

Dentre os únicos malefícios da fritadeira elétrica está a crença que por ser um método mais saudável, tudo que for preparado também será.  

A principal preocupação, em especial para os pacientes oncológicos, está na “possibilidade de consumo em excesso de alimentos ‘crocantes’ levando ao excesso de peso e aumento no consumo de alimentos ultraprocessados, tornando a alimentação não saudável”, alerta Erika Simone Carvalho.

Por exemplo, fazer e comer batata frita no airfryer é saudável, ou, pelo menos, mais saudável que a frita em óleo. Mas, mesmo assim, se trata de um alimento rico em calorias, especialmente se for aquela batata que vem congelada do mercado.

Leia também:

Dicas: cinco etapas para churrasco seguro contra o câncer

Estudos sugerem que marinar a carne antes de grelhar pode diminuir a formação de HCAs.

Se você for grelhar cortes maiores, cozinhá-la parcialmente no micro-ondas, forno ou fogão primeiro pode reduzir o tempo de exposição ao fogo.

Retirar a gordura da carne para diminuir a formação de fumaça. Cozinhe a carne no centro da grelha e certifique-se de virar com frequência.

Cortar a carne em porções menores e misturá-las com vegetais pode encurtar o tempo de cozimento.

Grelhar vegetais e frutas não produz HCAs. Portanto, adicione vegetais e reduza a quantidade de carnes

Homem Fazendo Churrasco Saudável

Compartilhe
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
18 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

Sempre esperamos que seja fontes sérias de informações.
Pois sempre deparamos com contradições.

MUITO VALIDA A INFORMAÇÃO; USEI NA MINHA AULA COM MEUS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO. PARABÉNS;

Sempre que há um produto novo no mercado e que está se tornando popular, logo surgem especialistas de plantão a divulgar estudos científicos alegando algum tipo de maléfico. Foi assim é ainda está sendo com o micro-ondas. A rigor, o óleo de soja também é cancerígeno, as panelas de alumínio também soltam substâncias cancerígenas.
Não faz muito tempo diziam que o ovo aumentava o colesterol e hoje é tido como o segundo melhor alimento do mundo. Resumindo: não acredite em tudo o que você lê ou ouve. Viva a vida e seja feliz porque dá morte ninguém escapa.

Perfeito gostei vc falou tudo!!

Em suma, usar a Air Fryer é seguro ou não para a saúde?

Compramos microondas… não pode.Tira o microondas.Surge o Airfryer.Pronto…Já não é tão bom.Poxa,assim tá difícil….

Os HCAs acontecem, principalmente, quando a carne é feita na grelha ou frigideira em temperatura acima dos 150º. Ou seja, está mais presente em frango e bife bem passados, assados ou grelhados. No caso na airfryer tem esse problema tambem ou só em grelhas e frigideiras? Pq se for assim o forno tbm. Então deve-se evitar carne assada ou grelhada ?

A fritadeira causa cançer

Excelente conteúdo, riquíssimo em informações e numa linguagem acessível a qualquer leitor(a). Até o momento, todas as minhas dúvidas foram, satisfatoriamente, sanadas. Estarei sempre a consultar os artigos divulgados neste canal. Além da revista Abrale online, vocês recomendam algum outro material: livros, revistas, sites? Gostei bastante do assunto, e desejo aprofundar-me um pouco mais.

Pessoal,o problema não é do airfryer ,ou do micro-ondas, ou da churrasqueira;o problema é da alta temperatura a que o alimento é submetido. É esta alta temperatura, acima de 150°C,que forma substâncias cancerígenas.O café, devido à torrefação do grão ,contém ACRILAMIDA,que é uma substância altamente cancerígena.Então podemos usar esses instrumentos,de preparação de alimentos , de forma consciente, não deixando que a temperatura ultrapasse os 150°C para que o alimento não se altere e forme substâncias cancerígenas. No caso do café, a situação é mais difícil porque ele já vem torrado e com a substância cancerígena.

Escrito por:

Natália Mancini

Back To Top