skip to Main Content

Quando a transfusão de sangue é necessária aos pacientes oncológicos?

Transfusão De Sangue, Necessita, Transfusão, Oncológico, Transfusão De Plaquetas, Transfusao De Sangue, Paciente Oncologico, Doador Universal Sangue, Pessoa Com Cancer, Cancer De Sangue, O Que é Transfusão De Sangue, Transfusão De Sangue Anemia, Quando é Necessário Uma Transfusão De Sangue, Transfusao, Especialista Em Sangue, Cancer Sangue, Paciente Com Cancer, O Que Uma Pessoa Com Cancer Nao Pode Fazer, Tipos De Cancer No Sangue, Hemácias Leucócitos E Plaquetas, Tipos De Hemacias, Tipos De Transfusão De Sangue, Componentes Sanguineos, Do Que é Composto O Sangue, Tratamento Com Sangue, Tratamento Oncologico, Doação De Plaquetas Riscos, De Que é Composto O Sangue, Bolsa De Plaquetas, Tomar Sangue, Câncer De Sangue, Plaquetas Para Que Serve, Transfusao De Plaquetas, Tomar Bolsa De Sangue, Como é Feita A Transfusão De Sangue, Um Paciente Necessita, Plaquetas E Hemacias, Reposição De Plaquetas, Bolsa Sangue, Transplante De Sangue, O Sangue é Composto Por, Para Que Serve O Sangue, Do Que O Sangue é Composto, Como é Formado O Sangue, Anemia, Hemacias, Doenças Que Necessitam De Transfusão De Sangue, Tipos De Transfusão De Sangue, Tomar Sangue, Tomar Bolsa De Sangue, O Que é Transfusão Sanguinea, O Que é Transfusão Sanguínea, O Que é Linfoma No Sangue, Pessoa Com.cancer Fazendo Transfusão De Sangue, Transfusão De Sangue Em Pessoas Com Cancer, Doar Sangue Dói, Benefícios De Doar Sangue, Quem Não Pode Doar Sangue, Doação De Sangue Campinas, Banco De Sangue Paulista, Onde Doar Sangue Em São Paulo, Doação De Sangue Porque é Importante, O Que Acontece Depois Da Doação De Sangue, Como Fazer Uma Campanha De Doação De Sangue, Doação De Sangue, Bolsa De Sangue, Qual A Importancia Da Doação De Sangue, Doacao De Sangue, Doaçao De Sangue, Doação De Sangue No Brasil, Doação De Sangue Quem Doa Pra Quem, O Que é Doação De Sangue, Doação De Sangue De Quanto Em Quanto Tempo
Compartilhe

Os motivos para os pacientes precisarem receber sangue são variados, porém acontecem frequentemente. Doar sangue pode salvar a vida dessas pessoas

Escrito por:

Natália Mancini

A transfusão de sangue em pessoas com câncer é um procedimento bastante comum. A quantidade de transfusões varia de acordo com o tipo de tumor, mas, os pacientes onco-hematológicos, normalmente, são os que mais necessitam. Assim, a doação de sangue se mostra um ato essencial para salvar a vida não só dessas pessoas, mas de qualquer um que possa precisar. E neste momento, essa informação deve ser ainda mais reforçada, por conta da atual situação dos estoques de sangue dos hemocentros. 

Dentre os principais motivos para receber sangue durante o tratamento oncológico está a cirurgia para retirada do tumor, a própria quimioterapia e o tumor em si. 

“As quimioterapias tradicionais bloqueiam o crescimento da maioria das células que crescem rápido, uma linhagem destas são as do sangue. Então bloqueamos, parcialmente, a produção de sangue pelo organismo”, explica o Dr. Rodrigo Santucci, diretor médico do Instituto Hemomed de Oncologia e Hematologia.

No caso dos pacientes com cânceres hematológicos, como as leucemias agudas, a demanda por transfusão de sangue pode ser maior. Isso acontece porque a doença se origina na medula óssea, órgão no qual o sangue é produzido. Assim, nesses casos, o tratamento atinge, principalmente, a medula e o bloqueio na fabricação é ainda maior.

De acordo com o Dr. Santucci, para esses pacientes a necessidade de transfusão de sangue acontece “geralmente, dez dias após a quimioterapia”.

Quando é preciso fazer transfusão de sangue em pessoas com câncer?

Na maioria dos casos, o paciente oncológico recebe em maior quantidade transfusão de plaquetas, célula sanguínea responsável pela coagulação. A razão disso é porque o bloqueio na produção das células sanguíneas acontece mais intensamente em relação a elas.

“A contagem muito baixa de plaquetas pode causar hematomas e sangramentos. Além também de poder atrasar os ciclos de quimioterapia e o resultado final esperado do tratamento”, diz o médico.

Células Sanguíneas Dentro Da Veia

Entretanto, também pode ser necessário realizar a transfusão de sangue para casos que apresentem uma queda nos níveis de hemácias. Uma das principais razões para essa queda acontecer é a insuficiência renal e inflamação do corpo, efeitos colaterais da quimioterapia.

As hemácias são um tipo de glóbulo vermelho presente no sangue e, assim como todos os glóbulos vermelhos, contêm hemoglobina na sua formação. Além de ser responsável pela coloração dessas células, a hemoglobina distribui oxigênio para todo o corpo. Então, se o nível de glóbulos vermelhos estiver abaixo do limite, é possível que nem todos os órgãos recebam oxigênio suficiente e, consequentemente, não consigam realizar suas funções de forma adequada. Quando esse quadro acontece, considera-se que o paciente está com anemia.

“Anemia pode ocasionar cansaço, dor nas pernas, dor de cabeça e queda da energia do corpo. Assim, a pessoa acaba não tolerando bem o tratamento, diminuindo a aderência e aumentando a experiência negativa”, o especialista conta.

Leia também:

Qual a importância da doação de sangue?

É difícil estimar quantas bolsas de sangue um paciente precisa durante o tratamento, pois cada câncer apresenta diferentes características. Entretanto, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) considera que para atender as demandas dos pacientes nas suas unidades hospitalares é necessário, em média, 2 mil doadores por mês.

A Organização Mundial da Saúde considera que o ideal é que de 3% a 5% da população de um país seja doadora de sangue. Apenas 1,9% dos brasileiros têm esse hábito, quantidade insuficiente para manter os estoques dos hemocentros em um nível considerado adequado. 

Homem Fazendo Doação De Sangue

Um dos motivos para essa situação acontecer é a periodicidade com que as pessoas realizam essa ação. Poucas dessas pessoas fazem “doações rotineiramente e o sangue é perecível, então precisamos constantemente de novas doações”, ressalta o Dr. Santucci.

Enquanto o plasma doado pode ser armazenado por até um ano, as hemácias podem ser utilizadas até 35 ou 42 dias após a doação. Porém, as plaquetas duram apenas cinco dias. Por isso a importância de realizar a doação de maneira rotineira, respeitando o intervalo de 90 dias, para as mulheres e 60, para homens.

Doe sangue. salve pessoas!

VERMELHO É SANGUE. É AMOR. É VIDA!

Neste Junho Vermelho, a ABRALE realiza uma campanha em prol da doação de sangue. Fique atento aos nossos canais de comunicação para acompanhar todas as ações!

Doar sangue é muito simples:

  • Ligue no hemocentro ou no ponto de coleta mais próximo e agende um melhor horário, para evitar aglomerações
  • Tenha entre 16 e 69 anos. Menores de 18 anos precisam do consentimento dos responsáveis
  • Precisa pesar mais de 50 kg
  • Leve documento de identidade original, com foto recente
  • E, principalmente, evite a contaminação pela Covid-19 e outros vírus! Pessoas com suspeita, ou confirmação, não podem doar temporariamente.

Para saber mais sobre a campanha e saber onde doar acesse: https://www.abrasta.org.br/junhovermelho/


Compartilhe
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Escrito por:

Natália Mancini

Back To Top