skip to Main Content

Desnutrição e câncer: é preciso ficar atento à alimentação adequada

Pessoa Com Má Alimentação
Compartilhe

Entre o diagnóstico e o início do tratamento, manter a alimentação balanceada é fundamental para os melhores resultados

Escrito por:

Natália Mancini

Desnutrição e câncer são dois quadros que, quando aparecem juntos, são bastante preocupantes. É fundamental ter uma atenção especial em relação à alimentação durante todo o tratamento oncológico para que o paciente tenha forças para concluí-lo. Mas, pode ser preciso já iniciar o cuidado com a alimentação antes mesmo da quimioterapia, radioterapia, cirurgia ou qualquer outra terapia, para que a pessoa tenha melhores condições de iniciá-las. 

Apesar de não haver um consenso totalmente estabelecido entre médicos e nutricionistas sobre quando a pessoa com câncer deve procurar um especialista em Nutrição, Juliana Nabarrete, nutricionista especialista em Oncologia e membro do Comitê de Nutrição da Abrale, explica que quanto antes essa primeira avaliação acontecer, mais cedo o tratamento nutricional poderá começar.

Ela descreve que “no primeiro contato entre nutricionista e paciente, é avaliado o risco nutricional de acordo com histórico de peso, ingestão alimentar, sintomas apresentados e diagnóstico e tratamento oncológicos. Também são coletadas informações sobre questões socioeconômicas. Com todos esses dados, começa a ser traçado o plano alimentar.”

As experiências e jornadas variam de paciente para paciente e, principalmente, conforme os serviços disponibilizados em cada região do país. Mas o ideal seria que todos os pacientes conseguissem ter essa primeira avaliação entre o momento da descoberta da doença e o início do tratamento oncológico. Isso acontece porque a desnutrição nessa fase pré-tratamento traz preocupações para quando a terapia for efetivamente começar. 

“Quando o paciente está abaixo do peso, o organismo está em desequilíbrio e pode ficar mais ‘sensível’ aos efeitos colaterais”, a nutricionista afirma.

Lidando com a desnutrição e o câncer

Essa desnutrição em pacientes com câncer antes mesmo da intervenção terapêutica pode, inclusive, fazer com que o seu início seja adiado. Mas, essa é uma decisão que deve ser discutida entre todos os membros da equipe médica. 

A Juliana conta que, geralmente, em casos nos quais a pessoa já está com uma desnutrição significativa e o tratamento proposto tende a piorar ainda mais o quadro, a equipe pode optar por uma terapia menos agressiva.

Suplementação Alimentar Para Pacientes Com Desnutrição E Câncer

Além disso, a Nutrição acompanha de perto, realizando intervenções precoces, para melhorar o estado nutricional. Isso pode acontecer por meio de suplementação alimentar via oral ou dieta enteral.

Por outro lado, ela fala que “em momentos do tratamento, como cirurgia ou transplante de células-tronco hematopoiéticas, e quando há tempo hábil para tal, a equipe de nutrição realiza protocolos de intervenções nutricionais pensando em minimizar os agravos pós-procedimentos.”

A especialista ainda comenta que é preciso dar destaque a um fator bastante importante relacionado à desnutrição pré-tratamento oncológico: o acesso a alimentação de qualidade.

“O acesso a direitos básicos, garantidos por Lei, como o direito humano à alimentação e nutrição adequada, é extremamente prejudicado pela desigualdade social. Assim, grande parte da população não tem acesso a uma alimentação de qualidade e a falta desse acesso pode ocasionar carências nutricionais e ganho de peso insuficiente. Então, para evitar a desnutrição pré-tratamento é importante ter, principalmente, acesso a alimentos de qualidade, especialmente frutas, verduras, legumes, carnes, ovos, peixes, feijões e cereais e, aos primeiros sinais de perda de peso, procurar ajuda profissional de nutricionistas. ”

Veja também: Nutrição x Câncer

Como evitar a desnutrição pré-tratamento oncológico?

A primeira orientação que a Juliana aponta é que não há evidências fortes que indiquem a total exclusão de qualquer comida ou grupo de alimentos. Em seguida, ela diz que, sempre que for possível, o ideal é que o paciente procure um nutricionista desde o início para esclarecer todas as suas dúvidas.

Mas, e na prática, o que fazer? Há alguma dieta para pacientes com câncer nesse momento de pré-tratamento?

Tratamento Nutricional Para Pacientes Oncológicos

No dia-a-dia, o principal ponto para lidar com desnutrição e câncer é evitar excesso de alimentos ultraprocessados. Por exemplo, vários tipos de biscoitos, sorvetes (que não sejam de fruta natural), bala, cereais açucarados, sopas, macarrão e tempero instantâneos, salgadinhos, refrigerantes e produtos congelados.

“Deve-se os evitar, pois possuem composição nutricional desbalanceada e com o consumo frequente tendem a favorecer o consumo excessivo de calorias na alimentação”, Juliana explica.

O que comer antes da quimioterapia?

  • Fazer refeições fracionadas. Em vez de ficar muito tempo sem comer, o recomendado é se alimentar aos poucos, por exemplo, a cada três horas;
  • Evitar comer muita comida de uma vez só. Aproveitar as refeições mais fracionadas para fazer pequenos lanches ao longo do dia;
  • Beber, pelo menos, dois litros de líquidos por dia. Podendo ser água, sucos naturais, chás e água de coco e
  • Ter um prato variado, contendo todos os grupos de alimentos.
Mulher Com Em Frente A Um Prato Pensando Em Como Ter Uma Alimentação Adequada

Juliana Nabarrete dá a dica que determinados quimioterápicos, como o metotrexato, podem causar mucosite. Por isso, nesses casos, o paciente também deve estar atento ao consumo de alimentos ácidos ou que possam agredir a mucosa. O cuidado é preciso pois eles podem tornar o incômodo das feridas mais “intenso”.


Compartilhe
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

Meu peso está estacionado em 91 kg. Tinha 108. Devido a neoplasia gástrica. Perda de massa muscular em 30 dias. Uns 15%. Psicologicamente faço 2 refeição. Fiquei 30.dias só sopa e preparo de aveia suplemento leite e agora frutas. Fiz exame em 6/5 e não deu anemia mas agora consigo andar mas estou gastando energia e acho que isso causa perda muscular.tive hematemese em 10.4 e 9.5. O gastro.acha que já deu metastase e grau IV Sem chance de cura.

Escrito por:

Natália Mancini

Back To Top