skip to Main Content
Conteúdo gratuito para pacientes de câncer e doenças do sangue, e seus familiares!

Telemedicina é opção durante a covid-19

Telemedicina é Opção Durante A Covid-19
A fim de evitar a exposição e circulação de pessoas, alguns hospitais estão utilizando a consulta à distância. Porém, no SUS, o serviço ainda não está disponível 

A fim de evitar a exposição e circulação de pessoas, alguns hospitais estão utilizando a consulta à distância. Porém, no SUS, o serviço ainda não está disponível 

Por Natália Mancini

A Teleconsulta, também chamada por telemedicina, foi liberada como uma opção de auxiliar a saúde no Brasil durante a pandemia do novo coronavírus. Esse método pode ser efetivo tanto para identificar pessoas com suspeita de covid-19, quanto evitar a exposição de quem precisa de consulta médica por outros motivos. Por exemplo, o caso dos pacientes oncológicos que, em muitas cidades do país, tiveram suas consultas canceladas ou adiadas. 

Antes da pandemia e das medidas de isolamento social, a teleconsulta não era liberada no Brasil. Entretanto, ela foi aprovada no mês de março tanto pelo Conselho Federal  de Medicina, quanto pelo Ministério da Saúde, enquanto o alerta por conta do covid-19 continuar.

Outra novidade é que os médicos podem prescrever medicamentos e atestados nas teleconsultas. Para isso, é necessário conter assinatura eletrônica profissional e ser possível detectar qualquer alteração no documento após ele ser assinado.

Em especial, no caso dos pacientes oncológicos, os médicos podem realizar um monitoramento daquela pessoa. Verificando, assim, se o paciente possui alguma queixa de dor, desconforto e afins além de também analisar resultados de exames. 

“A teleconsulta é uma inovação poderosa, com potencial para contribuir enormemente para a saúde, trazendo benefícios para todos os participantes da cadeia. Ela encurta as distâncias do atendimento médico e garante acesso à saúde de qualidade, de maneira rápida e segura”, diz Thomaz Srougi, fundador e CEO da rede de centros médicos Dr. Consulta.

Para garantir a segurança tanto para o médico quanto para o paciente, o teleatendimento deve ser registrado em um prontuário. Nele, deve estar registrada  data, hora, qual foi a tecnologia utilizada para fazer contato, dados clínicos do paciente e número do Conselho Regional Profissional do médico.

Na teoria, a rede privada, convênios e hospitais públicos podem utilizar a teleconsulta para compensar as consultas que foram canceladas. Além disso,  é possível atender pacientes, preferencialmente que já realizaram uma primeira consulta presencial, e que precisem de algum auxílio.

Como as teleconsultas estão acontecendo

teleconsulta, telemedicina, telemedicina no brasil, telemedicina o que é, saude no brasil, resolução do conselho federal de medicina, o que é isolamento de paciente e para que serve, numero do teleconsulta do sus, em que sites e hospitais da para fazer teleconsulta medica, cfm teleconsulta, brasil telemedicina, telemedicina no brasil, cfm telemedicina, telemedicina laudos, coronavírus, coronavírus no brasil, coronavírus e câncer, coronavirus e cancer, câncer e coronavírus, cancer e coronavirus, cancelamento de consulta, desmarcar consulta, consulta de rotina, ele desmarcou o encontro o que fazer, aviso para desmarcar consulta, desmarcar, desmarcar consultas, consulta eletiva clinica medica o que é, consultas médicas, consulta eletiva, o que é consulta eletiva, consulta médica eletiva, consultas e exames, telemedicina e coronavirus, coronavirus e telemedicina, saúde, durante, atendimento, pandemia, lei, tecnologia, telemedicina durante, da telemedicina, quarentena, o coronavírus, coronavírus telemedicina, telemedicina permitirá, permitirá atendimento, uso da telemedicina, da telemedicina durante, coronavírus telemedicina permitiráExistem algumas frentes de ação da telemedicina sendo feitas durante a pandemia da covid-19.

Nos hospitais e clínicas particulares, as consultas à distância podem ter o intuito de orientar um paciente que esteja com sintomas do coronavírus. Então, essa pessoa entra em contato com o médico e o profissional diz o que ele deve fazer.

Srougi conta que, em março, eles iniciaram a orientação por vídeo para pessoas com sintomas de gripe ou coronavírus. “Este atendimento foi crescendo diariamente e tivemos que dobrar a operação a cada três dias para atender a demanda”.

Além disso, outra maneira que as teleconsultas estão sendo utilizadas é para consultas eletivas, principalmente, para pacientes com doenças crônicas. Por exemplo, hipertensão, diabetes e alguns tipos de câncer. Assim, a ideia é tentar fazer com que a rotina de consultas se mantenha conforme as consultas presenciais.

“É muito importante que os pacientes sigam com os tratamentos que estavam fazendo. Para isso, nossos médicos utilizam um computador que está conectado com nosso sistema para ter acesso aos dados dessa pessoa”, explica o fundador da rede Dr. Consulta.

Já no âmbito público, o Ministério da Saúde criou o TeleSUS que oferece alguns serviços. Dentre eles, está o disparo de ligações para monitorar a saúde da população e identificar pessoas vulneráveis. Essa ligação, feita pelo número 136, perguntava se a pessoa havia sentido febre e tosse ou dor de garganta. Em seguida, orientava sobre ir ou não a um hospital, para quem estivesse com sintomas. Além disso, também recomendava formas de se prevenir, para aqueles que estivessem bem.

Em nota à Abrale, o Ministério da Saúde disse que “as estratégias de telemedicina e teleatendimento estão em fase de implementação. Divulgaremos os detalhes em breve”. 

Teleconsulta no SUS

teleconsulta, telemedicina, telemedicina no brasil, telemedicina o que é, saude no brasil, resolução do conselho federal de medicina, o que é isolamento de paciente e para que serve, numero do teleconsulta do sus, em que sites e hospitais da para fazer teleconsulta medica, cfm teleconsulta, brasil telemedicina, telemedicina no brasil, cfm telemedicina, telemedicina laudos, coronavírus, coronavírus no brasil, coronavírus e câncer, coronavirus e cancer, câncer e coronavírus, cancer e coronavirus, cancelamento de consulta, desmarcar consulta, consulta de rotina, ele desmarcou o encontro o que fazer, aviso para desmarcar consulta, desmarcar, desmarcar consultas, consulta eletiva clinica medica o que é, consultas médicas, consulta eletiva, o que é consulta eletiva, consulta médica eletiva, consultas e exames, telemedicina e coronavirus, coronavirus e telemedicina, saúde, durante, atendimento, pandemia, lei, tecnologia, telemedicina durante, da telemedicina, quarentena, o coronavírus, coronavírus telemedicina, telemedicina permitirá, permitirá atendimento, uso da telemedicina, da telemedicina durante, coronavírus telemedicina permitiráAo contrário do sistema privado, os pacientes dos hospitais públicos não encontram a possibilidade de serem atendidos pela teleconsulta. A primeira, e principal, barreira encontrada é a falta de aparelhos nos hospitais que permitam realizar a consulta à distância com segurança.

Atualmente, a maioria das pessoas possuem celulares que permitem trocas de mensagens por plataformas ligadas à internet. Entretanto, apesar de ser algo prático, não é o mais recomendado.

“Esses aplicativos de mensagem são fantásticos, mas são destruidores, eles não são fáceis. Às vezes, você deixa de ser um consultor médico naquele momento e passa a ser mais que isso. Por exemplo, quando conversamos e tranquilizamos os familiares dos pacientes”, diz o Dr. Leandro de Pádua, coordenador da Onco-hematologia do Instituto de Câncer Dr. Arnaldo (ICAVC).

A forma da telemedicina que está sendo utilizada em alguns hospitais públicos é a teleorientação e o telemonitoramento. Isto é, orientar, encaminhar e fazer o acompanhamento do paciente, respectivamente, em casos de suspeita e confirmação de coronavírus.

“No serviço do Instituto, não temos a prática da teleconsulta. Entretanto, nós usamos o telefone para monitorar o paciente que foi internado com suspeita ou diagnóstico de covid e recebeu alta. Fazemos esse rastreamento durante 14 dias após a alta”, explica o Dr. Pádua.

Já o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) e o Hospital das Clínicas estão utilizando a teleorientação. Como esses dois centros só atendem pacientes que já estão cadastrados no sistema, essas pessoas já foram orientadas a ligar em caso de suspeita.

“Se nesse telefonema acharmos que o paciente deve vir, orientamos ele para ir a uma ala específica para esses casos. Entretanto, antes de vir tem que ligar para darmos as orientações necessárias”, diz o Prof. Dr. Vanderson Rocha, médico do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Próximos passos para a teleconsulta no SUS

teleconsulta, telemedicina, telemedicina no brasil, telemedicina o que é, saude no brasil, resolução do conselho federal de medicina, o que é isolamento de paciente e para que serve, numero do teleconsulta do sus, em que sites e hospitais da para fazer teleconsulta medica, cfm teleconsulta, brasil telemedicina, telemedicina no brasil, cfm telemedicina, telemedicina laudos, coronavírus, coronavírus no brasil, coronavírus e câncer, coronavirus e cancer, câncer e coronavírus, cancer e coronavirus, cancelamento de consulta, desmarcar consulta, consulta de rotina, ele desmarcou o encontro o que fazer, aviso para desmarcar consulta, desmarcar, desmarcar consultas, consulta eletiva clinica medica o que é, consultas médicas, consulta eletiva, o que é consulta eletiva, consulta médica eletiva, consultas e exames, telemedicina e coronavirus, coronavirus e telemedicina, saúde, durante, atendimento, pandemia, lei, tecnologia, telemedicina durante, da telemedicina, quarentena, o coronavírus, coronavírus telemedicina, telemedicina permitirá, permitirá atendimento, uso da telemedicina, da telemedicina durante, coronavírus telemedicina permitiráDe acordo com o Ministério da Saúde (MS), o TeleSUS deve ter uma ampliação e passará a ser o Consultório Virtual da Saúde da Família. Dessa forma, o principal objetivo é “diminuir a propagação do novo coronavírus e levar assistência à população, além de investir em soluções de telemedicina e telessaúde”.

A notícia divulgada pelo MS no dia 24 de abril diz que as mudanças serão implementadas a partir de maio.

A plataforma criada fará o registro da consulta e emitirá atestados e receitas, que, logo depois, serão encaminhados via e-mail para o paciente. Esse documento terá validade de até cinco anos.

A consulta à distância poderá ser feita por meio de videoconferência ou chamada telefônica. Dependendo da forma que o paciente se sentir mais à vontade e de sua condição de saúde. Além disso, o médico também analisará qual a melhor maneira de atender aquele caso.

O interessado em ser atendido por meio da teleconsulta poderá solicitar o agendamento com a equipe que, normalmente, é responsável pelo seu atendimento.

A plataforma do Consultório Virtual é mais uma ação entre os serviços do TeleSUS. A população já conta com atendimento pré-clínico por telefone, chat on-line e aplicativo, sendo possível ser acompanhada e monitorada de forma remota nos casos suspeitos de covid-19”, informa o MS. 

 

Se proteja do coronavírus e dos boatos sobre ele

Coronavírus: fortalecendo o sistema imunológico

0 0 vote
Avalie esse artigo
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Back To Top
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x