skip to Main Content
Conteúdo gratuito para pacientes de câncer e doenças do sangue, e seus familiares!

Como funciona a drenagem linfática para pacientes oncológicos

Como Funciona A Drenagem Linfática Para Pacientes Oncológicos

Essa técnica deve ser realizada por um profissional na área e deve ter liberação, ou indicação, do oncologista

Por Natália Mancini

A drenagem linfática pode melhorar o desconforto sentido pelos pacientes oncológicos causado pelos linfedemas e edemas. Esse tipo de “massagem” pode ser iniciada em vários momentos do tratamento, contanto que sejam seguidas as orientações médicas.

Antes de entender o que é a drenagem linfática, é importante saber o que é e quais são as funções do sistema linfático. Esse sistema é composto por um conjunto de vasos por onde a linfa, um líquido que contém glóbulos brancos, percorre. Juntos, eles são responsáveis por coletar e eliminar as impurezas do sangue e estimulam o sistema imune a combater ameaças.

Normalmente, a linfa circula por todo o corpo por meio das contrações dos vasos do sistema linfático e também dos músculos. Entretanto, quando a pessoa se movimenta menos ou passa por procedimento cirúrgico, essa circulação natural tende a diminuir. Dessa forma, há um acúmulo de linfa no tecido adiposo, comumente dos braços e pernas, originando os linfedemas ou edemas.

 E é aí que a drenagem linfática manual pode entrar, principalmente, para os pacientes em tratamento de câncer.

De acordo com a Drª. Angela Marx, especialista em linfoterapia e fisioterapia, a drenagem linfática manual estimula o fluxo tanto da linfa, quanto do sangue, diminuindo esses linfedemas.

Ela não tem eficácia na eliminação de gorduras e toxinas, mas sim em aumentar a velocidade de absorção e transporte linfáticos. Assim, há uma diminuição dos edemas e linfedemas”, diz a especialista.

Benefícios da drenagem linfática manual para o paciente oncológico

drenagem linfática, drenagem linfatica, como fazer drenagem linfática, drenagem linfatica o que é, pessoas com cancer, linfática, drenagem.linfatica, pacientes oncologicos, linfatica, como fazer drenagem, como fazer drenagem linfatica, pacientes com cancer, o que e drenagem, contra indicação drenagem linfatica, drenagem o que é, contraindicações da drenagem linfática, drenagem linfatica beneficios e riscos, contra indicações drenagem linfática, contra indicação da drenagem linfática, como fazer drenagem nas pernas, como é feito drenagem linfatica, drenagem linfatica para linfedema no braço, drenagem linfatica da mama, drenagem linfatica mama, contra indicações da drenagem linfática, massagem drenagem, drenagem linfatica beneficios e riscos, quem não pode fazer drenagem linfatica, massagem manual, como se faz drenagem linfatica, dlm, linfonodos, drenagem linfatica passo a passo, drenagem linfatica pos operatorio mama, linfedema cancer de mama, drenagem linfatica pos operatorio passo a passo, cancer linfatico fotos, sistema linfatico, sistema linfatico pescoço, sistema linfático, linfa, ganglios, gânglios, gânglios linfáticos, vasos linfaticos, o que é linfonodos, ganglio, o que são linfonodos, sistema linfático resumo, canceres hematologicos, cânceres hematológicos, linfoma, leucemia, metástase, linfedema, funções do sistema linfático, drenagem linfática em pacientes com cancer, drenagem linfática manual paciente com cancer, drenagem linfática manual para pacientees com cancer, drenagem linfática no linfedema de câncer de mama, drenagem linfática aliada ao tratamento de cancer, drenagem linfática tratamento pós cancer, vantagens da drenagem linfática no tratamento do cancer, beneficios da drenagem linfática manual, contra indicação para drenagem linfaticaOs pacientes de todos os tipos de câncer podem ser beneficiados por meio dessa técnica, independente da região afetada. 

Além disso a drenagem pode ser iniciada em qualquer momento do tratamento, independente se for um procedimento cirúrgico ou clínico, como radioterapia e quimioterapia. Dessa forma, ela pode ser indicada caso o paciente já tenha um linfedema ou exista a certeza que ele surgirá por causa do tratamento. 

A maioria dos pacientes com tumores de cabeça e pescoço e que realizaram radioterapia, evoluem com linfedema de face. Nesses casos, eles são beneficiados pela utilização da drenagem linfática manual”, exemplifica a Drª. Angela.

Aqueles pacientes que tiveram uma retirada extensa de linfonodos são os que têm maior indicação de receber essa técnica.

E, ao contrário do que se pensa, a drenagem linfática não tem capacidade de fazer que o câncer tenha metástase.

“Os principais fatores que estimulam a circulação venosa e linfática são a respiração e a contração muscular. Se pensarmos somente nisso, qualquer paciente já teria o estímulo para metastasiar. No entanto, cada tumor tem características diferentes em relação ao grau de agressividade e não é a drenagem linfática que irá causar essa evolução”, esclarece a linfoterapeuta. 

Contraindicações

Os pacientes que não devem realizar esse tipo de massagem são aqueles que tenham infecção, distúrbios venosos agudos, como trombose, ou ruptura da pele, como cortes, machucados e afins.

Porém, antes de dar início às sessões, é importante ter a liberação médica em qualquer caso.

Pacientes com câncer hematológico podem realizar drenagem linfática?

Indicar ou não essa técnica para pacientes de leucemia ou linfoma ainda é uma questão polêmica. Alguns médicos indicam, pois acreditam que não há piora da doença, enquanto outros não recomendam de forma alguma. Assim, o mais indicado é perguntar para o seu médico e entender  se é ou não recomendado realizar essa massagem. 

A Drª. Angela acredita que para os pacientes com câncer hematológico a indicação é a mesma que para os cânceres sólidos. Dessa forma, sempre que houver presença de linfedema ou edema, a drenagem linfática pode ser indicada.

A explicação para a indicação nesses casos é bem parecida com a explicação do porquê essa massagem não causa metástase. Isto é, existem vários fatores complexos que causam a metástase do câncer e o próprio corpo realiza a drenagem linfática, a massagem apenas aumenta o fluxo no qual a linfa circula. Então, ela não teria influência na agressividade da doença. 

Como fazer drenagem linfática?

drenagem linfática, drenagem linfatica, como fazer drenagem linfática, drenagem linfatica o que é, pessoas com cancer, linfática, drenagem.linfatica, pacientes oncologicos, linfatica, como fazer drenagem, como fazer drenagem linfatica, pacientes com cancer, o que e drenagem, contra indicação drenagem linfatica, drenagem o que é, contraindicações da drenagem linfática, drenagem linfatica beneficios e riscos, contra indicações drenagem linfática, contra indicação da drenagem linfática, como fazer drenagem nas pernas, como é feito drenagem linfatica, drenagem linfatica para linfedema no braço, drenagem linfatica da mama, drenagem linfatica mama, contra indicações da drenagem linfática, massagem drenagem, drenagem linfatica beneficios e riscos, quem não pode fazer drenagem linfatica, massagem manual, como se faz drenagem linfatica, dlm, linfonodos, drenagem linfatica passo a passo, drenagem linfatica pos operatorio mama, linfedema cancer de mama, drenagem linfatica pos operatorio passo a passo, cancer linfatico fotos, sistema linfatico, sistema linfatico pescoço, sistema linfático, linfa, ganglios, gânglios, gânglios linfáticos, vasos linfaticos, o que é linfonodos, ganglio, o que são linfonodos, sistema linfático resumo, canceres hematologicos, cânceres hematológicos, linfoma, leucemia, metástase, linfedema, funções do sistema linfático, drenagem linfática em pacientes com cancer, drenagem linfática manual paciente com cancer, drenagem linfática manual para pacientees com cancer, drenagem linfática no linfedema de câncer de mama, drenagem linfática aliada ao tratamento de cancer, drenagem linfática tratamento pós cancer, vantagens da drenagem linfática no tratamento do cancer, beneficios da drenagem linfática manual, contra indicação para drenagem linfaticaEla deve ser iniciada longe da região com linfedema para estimular as ligações entre os vasos da circulação linfática. Depois que o paciente apresenta alguma evolução, como redução do volume da área afetada, a massagem pode ser feita mais perto do local.

“O tempo de realização, bem como a  direção e a pressão a ser exercida, dependerão das características individuais de cada paciente”, finaliza a Drª. Angela Marx.

É importante lembrar que somente profissionais capacitados podem aplicar a drenagem linfática.

 

Equipe multidisciplinar, direito de todos os pacientes

Tudo o que você precisa saber sobre radioterapia

0 0 vote
Avalie esse artigo
Receba um aviso sobre comentários nessa notícia
Me avise quando
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

[…] matéria da Revista ABRALE On-line (Associacao Brasileira de Linfoma e Leucemia) […]

[…] matéria da Revista ABRALE On-line (Associacao Brasileira de Linfoma e Leucemia) […]

Back To Top
2
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x